Brasil Latino – Francisco Brito Cruz e o problema das fake news na democracia

Para Francisco Brito Cruz, o fenômeno das notícias fraudulentas exige ordenamento jurídico que combata as mentiras sem ferir a liberdade de expressão. Especialista em políticas públicas digitais e membro do Conselho de Legislação Eleitoral da OAB-SP, ele admite que estamos diante de um grande desafio, por ser uma nova forma de comunicação digital na contemporaneidade

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=326933

Brasil Latino – Francisco Brito Cruz e o problema das fake news na democracia
Brasil Latino

 
 
00:00 / 53:28
 
1X
 

Tema mais do que atual, as fake news ganharam importância nas eleições presidenciais de 2018 e, desde então, vêm sendo instrumento de luta política, contribuindo para a polarização do País. O problema é tão sério que até o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu iniciar uma investigação por conta própria para tentar conter esse fenômeno, que tem potencial explosivo para minar as bases do regime democrático e de suas instituições.

Nesta edição do Brasil Latino, o advogado Francisco Brito Cruz, mestre e doutor pela Faculdade de Direito da USP, falou sobre a necessidade de um ordenamento jurídico que impeça a disseminação das fake news sem agredir a liberdade de expressão, cláusula pétrea da Constituição brasileira. Especialista em políticas públicas digitais e membro do Conselho de Legislação Eleitoral da OAB-SP, ele admite que estamos diante de um grande desafio, por ser uma nova forma de comunicação digital na contemporaneidade. “Os processos eleitorais recentes, no Brasil e nos demais países latino-americanos, marcaram definitivamente o início de uma nova fase para se compreender o papel das redes sociais e seu impacto na construção da democracia”, afirma.


Brasil Latino

O Brasil Latino vai ao ar toda segunda-feira, às 17h, pela Rádio USP FM 93,7Mhz (São Paulo) e Rádio USP FM 107,9 (Ribeirão Preto). As edições do programa estão disponibilizadas em @brlatino, nos podcasts do Jornal da USP (jornal.usp.br) e nos agregadores de áudio como Spotify, iTunes e Deezer.

. 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.