Pílula Farmacêutica #5: Saiba mais sobre a anemia falciforme

As hemácias, ou glóbulos vermelhos, são células sem núcleo, com formato de disco bicôncavo responsáveis pelo transporte de oxigênio para as outras células do corpo. Quando mal formadas não desempenham suas funções corretamente e se rompem com facilidade

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=286130

Pílula Farmacêutica #5: Saiba mais sobre a anemia falciforme
Pílula Farmacêutica

 
 
00:00 / 5:10
 
1X
 

A anemia falciforme é uma doença hereditária causada pela má formação das hemácias, que nesse caso, têm formato de uma foice e não de disco, como são normalmente. Esse formato contribui para que aconteça a obstrução dos vasos sanguíneos, devido à sua fragilidade. 

A obstrução desses vasos pode desencadear crises de dor, que atingem  sobretudo as articulações e os ossos. Essas crises duram geralmente de quatro a seis dias, entretanto, existem casos em que podem durar semanas. Além disso, a obstrução de artérias cerebrais provocam isquemia e infarto,  que em 10% dos casos, levam à acidente vascular cerebral. 

O tempo frio, infecções, gravidez e problemas emocionais são geralmente associados às crises de dor. As hemácias com formato de foice podem ainda ficar presas no baço, causando o aumento do órgão e a falta de sangue em outras partes do corpo como o cérebro e o coração, o que pode levar a morte. 

O acompanhamento médico para pacientes com anemia falciforme é feito pela vida toda, por diversos profissionais da saúde, para evitar e tratar adequadamente as crises da doença.

Neste episódio do Pílula Farmacêutica, Giovanna Bingre, estudante da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP em Ribeirão Preto, explica quais são os principais aspectos da doença. Saiba mais ouvindo o episódio na íntegra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.