Workshop discute avaliação das universidades paulistas

A iniciativa faz parte do projeto de pesquisa da Fapesp “Indicadores de desempenho nas universidades estaduais paulistas”

Por - Editorias: Institucional
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
O evento foi realizado na Sala da Congregação da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A avaliação institucional e a reformulação de indicadores de desempenho nas universidades estaduais paulistas foram tema de um workshop realizado no dia 22 de março, que reuniu pesquisadores e gestores da USP, Unesp e Unicamp, além de pesquisadores associados e representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O reitor Vahan Agopyan elogiou a iniciativa, considerando-a uma grande oportunidade para as universidades públicas paulistas compartilharem experiências e boas práticas na avaliação e coleta de indicadores de desempenho. Segundo ele, “os indicadores acadêmicos são imprescindíveis para a tomada de decisões e fundamentais para o autoconhecimento, para a análise de desempenho e para o planejamento estratégico”.

“Quando se trata de aperfeiçoamento e busca de qualidade, é imprescindível para qualquer instituição ter uma visão mais ampla, uma referência baseada na comparação com seus pares nacionais e internacionais. Nesse sentido, a avaliação externa é um importante instrumento de gestão e devemos participar de todas as avaliações consideradas confiáveis, ou seja, que resultarão em dados fundamentados. Nós não iremos adequar a USP para obter uma melhor colocação em um ranking, mas queremos oferecer uma Universidade que atenda às expectativas e necessidades da sociedade brasileira, em particular do Estado de São Paulo”, explicou Agopyan, que participou do terceiro painel do workshop, acompanhado do presidente da Fapesp, José Goldemberg, da professora da USP, Elizabeth Balbachevsky, e do professor da Unicamp, Renato Pedrosa.

No primeiro painel do dia, os pesquisadores Justin Axel-Berg, Sabine Righetti e Solange Maria dos Santos apresentaram suas pesquisas sobre rankings, indicadores de desempenho e comparações internacionais. Em seguida, a discussão abordou as medidas que as universidades estão adotando para se adequar à questão das métricas e avaliações. A pró-reitora Marisa Masumi Beppu apresentou a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Universitário da Unicamp; Helber Holland falou sobre a Comissão de Rankings da Unesp; e o presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Raul Machado Neto, explicou as ações que estão sendo desenvolvidas pela USP para melhorar a coleta de indicadores.

Encerrando o evento, o diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz, o professor da USP, Luiz Nunes de Oliveira, o professor da Unesp, José Augusto Guimarães, e a professora da USP, Nina Ranieri, discutiram questões como propostas de indicadores, tensões jurídicas provocadas por rankings internacionais e importância da avaliação institucional externa.

O presidente da Fapesp, José Goldemberg (à esq.), e o reitor Vahan Agopyan, que participaram do painel Indicadores de desempenho e comparações internacionais – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Projeto de pesquisa da Fapesp

O workshop foi uma iniciativa do projeto de pesquisa Indicadores de desempenho nas universidades estaduais paulistas, financiado pela Fapesp e vinculado ao Programa de Pesquisa em Políticas Públicas. Liderado pelo ex-reitor da USP, Jacques Marcovitch, e pelo Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp), o projeto tem como parceira a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

A pesquisa tem o objetivo de aprimorar métricas, comparar desempenhos entre universidades com perfis similares, definir metas, criar indicadores de desempenho e melhorar a inserção internacional das universidades, tendo como referência os critérios de mensuração utilizados em rankings internacionais como Times Higher Education (THE), QS World University Rankings, Academic Ranking of World Universities (ARWU).

“No que diz respeito à criação e à utilização de indicadores de desempenho nas três universidades estaduais paulistas, estamos evoluindo. Porém, se já ultrapassamos algumas etapas, ainda estamos longe do que cada uma das três universidades almeja. Daí a importância desse projeto”, afirmou Marcovitch.

O conteúdo dos debates realizados nesse workshop será compilado em um livro que deverá ser lançado em agosto, durante o próximo evento do projeto, na Unesp. O cronograma ainda inclui um último workshop, na Unicamp, em março de 2019, e a conclusão do projeto, em junho de 2019.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados