USP seleciona projetos para reduzir a emissão de gases de efeito estufa nos campi

A Superintendência de Gestão Ambiental investirá R$ 500 mil em ações que promovam a sustentabilidade nos campi

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=361667
Simulação da quantidade de dióxido de carbono na atmosfera da Terra caso metade das emissões causadoras de aquecimento global não seja absorvida – Imagem: Nasa/Wikimedia Commons

A Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) está selecionando projetos que promovam a sustentabilidade nos campi da Universidade e contribuam para a redução e a compensação da emissão de gases de efeito estufa e gases poluentes.

“A ideia é incentivar as próprias unidades e prefeituras dos campi a avançar nos temas da Política Ambiental da USP, apoiando financeiramente projetos que tornem a gestão dos recursos naturais cada vez mais participativa e contribuam para tornar a USP um modelo de universidade sustentável”, explicou o superintendente de Gestão Ambiental, Tércio Ambrizzi.

Tercio Ambrizzi – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O valor total de recursos investidos pela SGA é de R$ 500 mil e o valor máximo destinado a cada projeto é de R$ 100 mil, sendo que o propositor deverá aportar valor igual ou superior. Os projetos também podem contar com parcerias e contrapartidas externas.

O objetivo é incentivar ações que utilizem energia renovável, identifiquem fontes de emissão de gases poluentes, adotem padrões de tecnologias limpas e consumo racional. Os projetos devem ter dois anos de duração, contados a partir do dia 2 de janeiro de 2021, e ser coordenados por dirigentes das unidades ou das prefeituras dos campi.

Ambrizzi explica que, “como o objetivo é que os benefícios sejam estendidos a toda a Universidade, as propostas com potencial de serem replicadas em outras unidades e campi terão preferência na seleção”.

As propostas podem ser encaminhadas para a Superintendência de Gestão Ambiental até o dia 6 de novembro, pelo e-mail sga@usp.br. O Edital completo está disponível na página da Superintendência.

Universidade sustentável

A Superintendência de Gestão Ambiental foi criada em 2012 para planejar, implantar, manter e promover a sustentabilidade ambiental nos campi da Universidade e em suas áreas de pesquisa.

Considerada uma das universidades mais sustentáveis do mundo e líder entre as instituições brasileiras, a USP instituiu, em 2018, a sua Política Ambiental – um conjunto de princípios, objetivos, diretrizes e instrumentos jurídicos desenvolvido para promover uma gestão ambiental integrada, com a adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo, protegendo o meio ambiente e enfatizando a educação ambiental.

Os temas que compõem a Política Ambiental da USP são: administração; água e efluentes; áreas verdes e reservas ecológicas; edificações sustentáveis; educação ambiental; emissões de gases de efeito estufa e gases poluentes; energia; gestão de fauna; mobilidade; resíduos; e uso e ocupação territorial.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.