USP promove curso da União Ibero-Americana de Universidades

A UIU é uma aliança acadêmica entre cinco universidades da América Latina e da Espanha; esta é a primeira vez que o curso é realizado na USP

  • 165
  •  
  •  
  •  
  •  
O reitor Vahan Agopyan deu as boas-vindas aos participantes do curso, que tem como tema A Literatura como Transformação Social – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

A Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani) promoveu, no dia 5 de dezembro, a cerimônia de boas-vindas aos participantes da quinta edição da Escola de Verão da União Ibero-Americana de Universidades (UIU). O reitor da USP, Vahan Agopyan, e o presidente da Aucani, Raul Machado Neto, participaram do evento.

A UIU é uma aliança acadêmica estabelecida em 2016 entre cinco universidades da América Latina e da Espanha: a USP, a Universidade Nacional Autônoma do México (Unam), a Universidade de Buenos Aires (UBA), Universidade Complutense de Madri (UCM) e Universidade de Barcelona (UB).

Uma das principais atividades da rede é a promoção de cursos por meio da Escola UIU. Em março de 2017, a proliferação das doenças infecciosas emergentes, como dengue, zika e febre amarela, foi o tema de oficina promovida na Faculdade de Farmácia e Bioquímica da Universidade de Buenos Aires. No segundo semestre do mesmo ano, foi realizada uma nova oficina, em Barcelona, na Espanha, sobre o tema Macrocidades, e um curso sobre Biodiversidade, na Unam. Em 2018, no mês de junho, foi a vez do curso Repensar o Museu, ministrado na Universidade Complutense de Madri.

Esta é a primeira vez que o curso é realizado na USP e tem como tema A Literatura como Ferramenta de Transformação Social. Participam das atividades, que se estendem até o dia 9 de novembro, alunos de mestrado e doutorado de programas de pós-graduação na área de Humanidades das instituições. A iniciativa visa a oferecer aos estudantes a possibilidade de complementar sua formação acadêmica na linha de estudos hispano-portugueses.

As aulas são ministradas por docentes das cinco universidades e são divididas por eixos temáticos: Humanidades digitais: da informação ao conhecimento (UCM); As vidas de Ramón Lúlio: do manuscrito ao plasma (UB); Formas breves da literatura: da idade do ouro à aplicação contemporânea (Unam); Poéticas da modernidade: do passado à atualidade (USP); e A circulação dos paradigmas críticos: da literatura às artes (UBA).

O curso é ministrado em espanhol e em português e tem o caráter de disciplina de pós-graduação com direito a créditos. Os estudantes também participam de visitas ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), ao Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) e à Pinacoteca.

“A União Ibero-Americana de Universidades não é apenas uma rede que reúne reitores ou dirigentes, mas sim uma iniciativa que desenvolve ações concretas e apresenta resultados positivos. É composta de cinco instituições, que têm grande representatividade em seus países. Tenho muito orgulho de a USP fazer parte desse grupo”, assinalou o reitor.

O curso reúne representantes, docentes e pós-graduandos das cinco universidades parceiras da rede – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
  • 165
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados