USP participa de evento em homenagem a Wilhelm von Humboldt

O evento reuniu representantes de diversas universidades do mundo para discutir a influência do pensador alemão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Em homenagem ao aniversário de 250 anos de seu fundador, Wilhelm von Humboldt, a Universidade de Humboldt de Berlim (Alemanha) promoveu o evento comemorativo “Wilhelm von Humboldt no mundo de hoje”, que reuniu representantes de universidades de diferentes países, entre elas, a USP.

Considerado um dos principais idealizadores do sistema educacional alemão, Friedrich Wilhelm Christian Karl Ferdinand, o Barão von Humboldt, nasceu na Prússia, em 22 de junho de 1767. Embora seja mais conhecido por seu trabalho como linguista, suas reflexões também se estenderam à organização das universidades e influenciaram o modelo de instituição de pesquisa adotado em todo o mundo.

Na abertura do evento, a presidente da Universidade de Humboldt, Sabine Kunst, destacou a importância de Wilhelm von Humboldt. “Para ele, não é a definição política que deve contar, mas o conhecimento técnico e científico. A autonomia das ciências é um dos principais legados de Wilhelm von Humboldt até hoje”, afirmou Sabine.

[A partir da esq.] Gábor Erdödy (Universidade Eötvös Loránd), Philip Li-Fan Liu (Universidade Nacional de Singapura), Mitchell Ash (Universidade de Viena), Sabine Kunst (Universidade de Humboldt), Raul Machado Neto (USP) e Daniel Garber (Universidade de Princeton) – Foto: Divulgação
Realizado no dia 22 de junho, no Prédio Principal da universidade alemã, o evento foi prestigiado com a presença do prefeito de Berlim, Michael Müller, e a participação do filósofo Volker Gerhardt. O painel de discussão foi mediado pelo professor da Universidade de Viena, Mitchell Ash, e contou com a participação do vice-presidente de Pesquisa e Tecnologia da Universidade Nacional de Singapura, Philip Li Fan Liu; do vice-reitor para Assuntos Internacionais da Universidade Eötvös Loránd (Budapeste), Gábor Erdödy; do professor de Filosofia da Universidade de Princeton, Daniel Garber; e do presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional, Raul Machado Neto.

“Todas as universidades de pesquisa são consideradas humboldtianas, pois seguiram o modelo proposto de unir ensino e pesquisa, preservar a liberdade de ensino e aprendizado e não distinguir entre Ciências Naturais e Humanidades. A participação da USP em eventos como este estreita ainda mais sua parceria com a Universidade de Humboldt”, afirmou Machado.

A Universidade de Humboldt é a mais antiga universidade de Berlim, fundada em 1810 pelo linguista e educador Wilhelm von Humboldt. Possui quase 32 mil alunos, distribuídos em nove faculdades, três institutos, cinco unidades centrais e cinco centros interdisciplinares. A colaboração entre a USP e a Humboldt não é novidade. Desde 2011, diversos projetos de pesquisa têm sido desenvolvidos em conjunto entre as duas Instituições nas áreas de megacidades, clima e meio ambiente, por exemplo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados