USP lança fundo patrimonial para financiar programas acadêmicos

Fundo patrimonial terá aporte de R$ 10 milhões da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (Fusp)

Por
O evento de lançamento foi transmitido on-line diretamente da Sala do Conselho Universitário – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Um evento virtual, realizado no dia 24 de novembro, marcou o lançamento do projeto de endowment da USP. O programa foi apresentado pelo diretor executivo da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (Fusp), Antonio Vargas de Oliveira Figueira.

O termo endowment designa o conjunto de recursos oriundos de doações privadas, que são geridos e administrados na forma de fundo patrimonial. Esses fundos estão à disposição de uma instituição para que esta destine seus rendimentos e eventuais novos aportes para determinadas funções bem definidas, procurando-se manter intacto o valor do patrimônio.

Apesar de pouco comum nas universidades brasileiras, o modelo já é amplamente difundido nos Estados Unidos, por exemplo, na Universidade de Harvard, onde um terço dos recursos é obtido desta forma.

+ Mais

USP lança programa de doações para financiamento das pesquisas sobre covid-19

“A sinergia de três ações tornou possível o lançamento do fundo patrimonial da USP. Primeiro, uma boa gestão da Fusp resultou em uma reserva financeira para o aporte de R$ 10 milhões no projeto. Em segundo lugar, a Lei 13.800, que regulamenta a prática no Brasil, nos dá segurança jurídica. E, em terceiro, temos a experiência já vivenciada com o programa USP Vida durante este período”, explicou o reitor da USP, Vahan Agopyan.

O diretor da Fusp explicou que o fundo deverá ser instituído, gerido e administrado por uma organização gestora, que atuará na captação e administração das doações, na preservação do patrimônio principal e na aplicação de seus rendimentos.

Pessoas físicas e jurídicas poderão fazer doações para ações gerais da Universidade ou para propósitos específicos, como programas de acolhimento e de permanência estudantil e atividades acadêmicas complementares. “O fundo patrimonial, no entanto, não substitui o orçamento do Estado”, ressaltou Figueira.

Agopyan alertou que o endowment é um projeto de planejamento de longo prazo, cuja “semente vai vingar daqui a dez ou vinte anos”.

Algumas unidades de ensino e pesquisa da USP já possuem endowments. Em 2012, a Escola Politécnica lançou a iniciativa Amigos da Poli; o Fundo Patrimonial da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) existe desde 2014; e o endowment da Faculdade de Medicina foi criado em 2016.

Mais informações podem ser obtidas no site do Fundo Patrimonial USP.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.