USP flexibiliza regras para viagens acadêmicas ao exterior

Estágios devem ter duração de, no mínimo, seis meses e não devem ter custos para a Universidade

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=337799

O grupo de trabalho coordenado pelo vice-reitor da Universidade, Antonio Carlos Hernandes, divulgou, no dia 14 de julho, o terceiro documento relativo ao plano de readequação para o ano acadêmico de 2020 voltado para as viagens acadêmicas de alunos, professores e servidores técnicos e administrativos ao exterior.

Nesse documento, a USP flexibiliza as regras para que a comunidade acadêmica possa realizar viagens e estágios no exterior sem que estas envolvam recursos do orçamento da Universidade.

“Em alguns países a gravidade da pandemia vem diminuindo significativamente, o que tem levado parte da nossa comunidade a solicitar a retomada do processo administrativo para a realização dos estágios no exterior. A flexibilização dessas regras possibilita a redução da perda de oportunidades acadêmicas, científicas e profissionais”, avalia o vice-reitor.

+ Mais

Atividades presenciais de pesquisa na USP poderão ser retomadas na segunda quinzena de agosto

USP prevê continuidade das aulas de forma remota no segundo semestre de 2020

As viagens não devem ter duração inferior a seis meses e devem estar associadas aos convênios formais estabelecidos pela Universidade com outras instituições.

Para que a atividade seja autorizada, o solicitante deve atender a alguns critérios básicos, como apresentar comprovação da abertura das fronteiras para cidadãos brasileiros no país de destino; documento atualizado de aceitação pela instituição estrangeira de destino e de que ela oferecerá atividades acadêmicas no segundo semestre de 2020; comprovação de financiamento externo à USP ou declaração de uso de recursos próprios, além de assinar um termo de ciência e responsabilidade. Também é recomendado que o aluno, professor ou funcionário que pretenda viajar apresente o resultado do teste sorológico para covid-19.

Todas as solicitações devem seguir os trâmites burocráticos estabelecidos pela Universidade após obter a autorização da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani).

O grupo de trabalho de readequação para o ano acadêmico de 2020, liderado pelo vice-reitor, é formado pelos professores Gerson Yukio Tomanari (Instituto de Psicologia); Mônica Sanches Yassuda (Escola de Artes, Ciências e Humanidades); Edson Cezar Wendland (Escola de Engenharia de São Carlos); Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho (Faculdade de Medicina); e André Lucirton Costa (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto).

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.