USP é melhor brasileira em ranking de latino-americanas

Elaborado pela Times Higher Education, o ranking avaliou 166 instituições de 13 países da América Latina

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=335676

A USP é a universidade brasileira mais bem colocada no THE Latin America University Ranking, divulgado hoje, dia 7 de julho, pela consultoria britânica Times Higher Education (THE).

Repetindo o ranking do ano passado, as melhores posições ficaram com a Pontifícia Universidade Católica do Chile, em primeiro lugar, seguida da USP e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

No top 10 das universidades, o Brasil lidera com sete instituições classificadas: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), além da USP e da Unicamp.

Fórum Latino-Americano

O ranking foi divulgado durante o Fórum Latino-Americano, promovido pela THE, que neste ano aconteceu virtualmente. O evento reuniu dirigentes de instituições de ensino superior da região para discutir a atuação das universidades na pandemia da covid-19 e os seus impactos para o futuro.

A USP foi representada pelo reitor Vahan Agopyan, que participou de um fórum com o reitor do Instituto de Tecnologia de Monterrey, David Alejandro Garza Salazar, e a diretora do Escritório de Artes e Cultura da Pontifícia Universidade Católica do Chile, Miryam Singer, que discutiu a importância das disciplinas de artes, humanidades e ciências sociais para as universidades.

O ex-reitor da USP e Professor Emérito da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), Jacques Marcovitch, também participou do evento, com uma palestra sobre o papel das universidades na construção da nova era pós-pandemia.

Organizado pela THE, o Fórum Latino-Americano de 2020 foi realizado virtualmente – Imagem: Erika Yamamoto/Assessoria de Imprensa da USP

A THE avaliou, em 2020, 166 universidades de 13 países da América Latina. Os critérios adotados são os mesmos aplicados no ranking mundial da THE, mas com modificações para refletir melhor as características das escolas superiores da região. São considerados 13 indicadores de desempenho, dentro de cinco áreas: ensino (ambiente de aprendizagem); pesquisa (volume, renda e reputação); citações (influência da pesquisa); perspectiva internacional (pessoal, estudantes e pesquisa); e renda da indústria (transferência de conhecimento).

O Brasil é o país com o maior número de universidades avaliadas: 61 no total, seguido pelo Chile, com 30 representantes.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.