USP é a 62ª universidade mais comprometida com objetivos sustentáveis do mundo

Elaborado pela consultoria britânica Times Higher Education, o ranking avalia como as universidades contribuem para os 17 ODS da ONU

 27/04/2022 - Publicado há 4 meses  Atualizado: 04/05/2022 as 19:05
Por

A USP ficou na 62ª posição no ranking THE University Impact, empatada com a University College Cork (Irlanda). Divulgado nesta quarta-feira, 27 de abril, pela consultoria britânica Times Higher Education (THE), o ranking avalia como as universidades do mundo todo estão contribuindo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), em termos de pesquisa, divulgação e governança.

A classificação analisa o comprometimento e o impacto social das ações desenvolvidas pelas universidades, enfrentando questões como desigualdade de gênero, educação de qualidade, mudanças climáticas, paz mundial e crescimento econômico.

O desempenho das instituições é avaliado de acordo com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: erradicação da pobreza; fome zero; saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água potável e saneamento; energia limpa; trabalho e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestrutura; redução das desigualdades; cidades sustentáveis; consumo e produção responsável; mudanças climáticas; vida na água; vida terrestre; paz, justiça e instituições eficazes; e parcerias e meios de implementação.

Nesta edição, 1.406 instituições de 106 países participaram da avaliação. A primeira posição ficou com a Western Sydney University (Austrália), seguida pela Arizona State University (Estados Unidos) e pela Western University (Canada).

Além da USP, outras 48 universidades brasileiras foram avaliadas, sendo as mais bem classificadas a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no grupo entre 101-200, e a Universidade de Brasília (UnB) e a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), classificadas no grupo 201-300.

Avaliação

Na pontuação geral, a USP atingiu 91,2 pontos de um total de 100. Em nove dos 17 itens avaliados, a Universidade ficou entre as 100 melhores instituições do mundo: 5º lugar no critério energia limpa; 12º em erradicação à pobreza; 22º em vida terrestre; 27º em fome zero; 36º em vida na água; 51º em indústria, inovação e infraestrutura; 57º em paz, justiça e instituições eficazes; 80º em água potável e saneamento; e 94º em cidades sustentáveis.

A coordenadora do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida), Fátima Nunes, explica que, embora para a classificação final sejam considerados apenas os três ODS em que a instituição tenha obtido a maior pontuação e o ODS Parcerias e meios de implementação, que é obrigatório, a USP forneceu informações e obteve pontuações satisfatórias para todos os 17 ODS.

Um destaque é para o ODS Indústria, inovação e infraestrutura, em que a Universidade obteve 94,3 de pontuação, a maior entre todos os seus ODS, e ficou na 51º posição em relação a outras instituições.

 

Fátima Nunes - Foto: Arquivo Pessoal

“Mais importante do que a posição em qualquer ranking é a oportunidade que a Universidade tem para refletir sobre os pontos fortes e os pontos que podem ser melhorados. Desde que o Egida foi criado, a equipe tem envidado esforços contínuos para que a coleta de dados seja aperfeiçoada e, com isso, a USP tem obtido destaque em vários rankings”, destaca Fátima.

Mais informações sobre o ranking podem ser obtidas na página do Escritório de Gestão de Indicadores de Desempenho Acadêmico (Egida) da USP.

Confira, na tabela abaixo, a posição alcançada pela USP em cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Times Higher Education Impact Ranking 2022

Objetivo sustentávelPosição
1Erradicação da pobreza12º
2Fome zero27º
3Saúde e bem-estar101-200º
4 Educação de qualidade201-300º
5Igualdade de gênero101-200º
6Água potável e saneamento80º
7Energia limpa80º
8Trabalho e crescimento econômico101-200º
9Indústria, inovação e infraestrutura51º
10Redução das desigualdades201-300º
11Cidades sustentáveis94º
12Consumo e produção responsável101-200º
13Mudança climática101-200º
14Vida na água 36º
15Vida terrestre22º
16Paz, justiça e instituições eficazes57º
17Parcerias e meios de implementação101-200º

5º Posição global

Assegurar o acesso à energia barata, confiável, sustentável e moderna para todos.

12º Posição global

Erradicação da pobreza de todas as formas em qualquer lugar.

22º Posição global

Proteger, restaurar e promover o uso de ecossistemas terrestres sustentáveis, gerenciar florestas de maneira sustentável, combater a desertificação, parar e reverter a degradação da terra e interromper a perda da biodiversidade.

27º Posição global

Acabar com a fome e garantir o acesso de todas as pessoas, em particular os pobres e pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças, a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.