USP é a 14ª melhor universidade em ranking de países emergentes

As universidades chinesas dominaram o ranking, com sete instituições entre as dez melhores

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=302121

.
A USP subiu uma posição na edição 2020 do Ranking das Universidades das Economias Emergentes, divulgado hoje, dia 18 de fevereiro, pela consultoria britânica de educação superior Times Higher Education (THE). A Universidade passou da 15ª para a 14ª colocação e continua sendo a universidade brasileira mais bem colocada no ranking, que classificou as 533 melhores instituições de 47 países considerados emergentes.

As universidades chinesas dominaram o ranking, com sete instituições entre as dez melhores. As primeiras posições ficaram com a Universidade de Tsinghua (1ª colocada), Universidade de Beijing (2ª) e Universidade de Zhejiang (3ª).

Ao todo, 46 universidades brasileiras entraram na classificação. As mais bem colocadas foram a USP, em 14º lugar; a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 55º; e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), em 88º.

O Emerging Economies Rankings 2020 confirma a posição de liderança da USP na América Latina. Além das universidades brasileiras, foram avaliadas instituições da Argentina, México, Chile, Colômbia e Peru, e as mais bem classificadas foram: a Pontifícia Universidade Católica do Chile (Chile), na 66ª posição; a Universidade do Desarollo e a Universidade Diego Portales (Chile), empatadas na 94ª posição; e a Pontificia Universidad Javeriana (Colômbia), na 97ª.

A classificação utiliza os mesmos 13 indicadores de desempenho do ranking mundial do THE, porém adaptados para refletir as características e as prioridades de desenvolvimento das universidades dos países do bloco. Os indicadores são agrupados em cinco categorias: ambiente de ensino, inovação, internacionalização, pesquisa (volume, investimento e reputação) e citações (influência da pesquisa).

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.