USP desenvolve cursos de especialização para engenheiros do Paraguai

A Universidade e o Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai firmaram acordo de cooperação acadêmica

  • 54
  •  
  •  
  •  
  •  
O acordo de cooperação prevê a consolidação e a ampliação dos cursos de especialização voltados aos engenheiros paraguaios – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

A USP e o Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) da República do Paraguai assinaram ontem, dia 26 de julho, um acordo de cooperação para o desenvolvimento de cursos de especialização voltados a engenheiros paraguaios, especialmente nas áreas de Transportes, Estruturas, Meio Ambiente, Energia e Gerenciamento de projetos.

As tratativas para o desenvolvimento de atividades acadêmicas começaram em 2015 e resultaram nos cursos de extensão de Engenharia de Infraestrutura e Transporte e de Engenharia de Saneamento e Recursos Hídricos, ambos oferecidos pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC).

“Temos muitos problemas e desafios semelhantes aos dos nossos colegas latino-americanos e que podem ser compartilhados, discutidos e vencidos em conjunto. Começamos bem, com uma área de excelência que é a Escola de Engenharia de São Carlos. Esse acordo é a semente de um relacionamento maior com o Paraguai, e o compromisso de que ele seja ampliado com novas oportunidades”, afirmou o reitor Vahan Agopyan.

Para o embaixador do Paraguai no Brasil, Manuel María Cáceres, “o Paraguai precisa formar as novas gerações, é um país em desenvolvimento que precisa de melhorias em sua estrutura. O Brasil é um parceiro muito importante para o Paraguai, e essa parceria que temos com a USP, instituição que encabeça todos os rankings da América Latina, é uma grande oportunidade para os jovens paraguaios se aperfeiçoarem profissionalmente e também conhecerem um pouco da cultura brasileira”.

Além de consolidar a iniciativa, o acordo de cooperação também prevê a ampliação dos cursos para outras áreas da Engenharia, com o envolvimento também da Escola Politécnica e da Escola de Engenharia de Lorena.

A cerimônia de assinatura do acordo aconteceu no Salão de Atos da Reitoria e contou com a presença do presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Raul Machado Neto; do pró-reitor de Graduação, Edmund Chada Baracat; do superintendente de Comunicação Social, Luiz Roberto Serrano; do chefe de Gabinete, Gerson Yukio Tomanari; do vice-diretor da Escola Politécnica, Reinaldo Giudici; do cônsul do Paraguai em São Paulo, Orlando Manuel Verdún Gómez; do coordenador do Programa Bolsas do MOPC, Hugo Miranda; e de representantes do governo paraguaio.

Cursos de especialização

As primeiras turmas dos cursos de extensão de Engenharia de Infraestrutura e Transporte e de Engenharia de Saneamento e Recursos Hídricos, oferecidos pela Escola de Engenharia de São Carlos, tiveram início em março e serão concluídas em dezembro. Ao todo, 60 engenheiros foram selecionados para participar dos cursos.

Os engenheiros participam de módulos constituídos por disciplinas especializadas, conferências e visitas técnicas. A carga horária total programada é de aproximadamente 540 horas.

O vice-diretor da EESC, Antônio Nélson Rodrigues da Silva, que também é um dos professores dos cursos, ressaltou que “a experiência tem sido espetacular. O grupo é muito focado e nos estimula a prosseguir com essa iniciativa inovadora, que tem tudo para gerar bons frutos para todos os envolvidos”.

Tanto a seleção dos engenheiros participantes quanto o custeamento das despesas para a realização dos cursos são de responsabilidade do Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai. Posteriormente, os jovens engenheiros paraguaios serão incorporados como funcionários permanentes do Ministério, com a tarefa de acompanhar obras realizadas no país.

“Houve um grande interesse dos nossos engenheiros pelo curso, o que demonstra a excelência e o valor dessa parceria com a USP. Além disso, a iniciativa sela a proposta do Ministério de ampliar a quantidade de engenheiros do seu quadro”, explicou a vice-ministra de Administração e Finanças do Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai, Marta Benítez Morínigo, representando o ministro Jamón Jimenez Gaona Arellano.

  • 54
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados