USP, Unesp e Unicamp debatem centros de serviços compartilhados

Especialista da Universidade do Porto foi convidada para falar sobre sua experiência em Portugal

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
Os coordenadores das áreas de Recursos Humanos das três Universidades participaram dos debates; o diretor do DRH da USP, Fernando Luis Medina Mantelatto (ao microfone), falou sobre a experiência da USP – Foto: Divulgação

A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) promoveu, em conjunto com a USP e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), um encontro que reuniu coordenadores das áreas de Recursos Humanos das três instituições para discutir a implementação e o funcionamento dos centros de serviços compartilhados. O evento foi realizado na sede da Reitoria da Unesp, em São Paulo, no dia 23 de novembro.

A diretora do Centro de Serviços Partilhados de Recursos Humanos da Universidade do Porto, Maria Alexandra Rios de Castro Sousa Martins, foi convidada para expor sua experiência à frente do setor, implementado na instituição portuguesa em 2013.

“A administração superior da Unesp apresentou para discussão da comunidade interna o projeto de Reforma Administrativa que, entre outros pontos, propõe a redução de 37 Centros Administrativos existentes hoje na Universidade para 12”, disse a responsável pela Coordenadoria de Gestão de Pessoas (CGP) da Pró-Reitoria de Planejamento Estratégico e Gestão (Propeg) da Unesp, Katia Biazotti.

A USP dispõe de cinco Centros de Serviços Compartilhados em Recursos Humanos. “A iniciativa da USP não representa, simplesmente, uma forma de economia, mas a melhoria da qualidade dos serviços, de forma a agilizar processos e melhorar a eficiência do serviço e, em segundo plano, mudar o conceito de recursos humanos. Não só fazer as ações protocolares, mas passar a exercer um papel de gestão de pessoas”, afirmou o diretor do Departamento de Recursos Humanos da Coordenadoria de Administração Geral (Codage) da USP, Fernando Luis Medina Mantelatto.

A Unicamp trabalha com a certificação das estruturas funcionais, associadas a vários níveis hierárquicos e ampliação de competências dentro de uma estrutura matricial, na qual os profissionais são avaliados por meio do conceito de competências e entregas das áreas.

Assista, a seguir, ao vídeo produzido pela Unesp sobre o evento.

(Com informações e vídeo produzidos pela Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp)

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados