“Temos de inovar para estarmos à altura das demandas do século XXI”, afirma novo diretor do IEA

Guilherme Ary Plonski e Roseli de Deus Lopes assumem a direção do Instituto de Estudos Avançados no período 2020-2024

 06/11/2020 - Publicado há 1 ano  Atualizado: 07/12/2020 as 12:23
Por
Foto: Leonor Calasans/IEA-USP

Na manhã de hoje, dia 6 de novembro, o diretor Guilherme Ary Plonski e a vice-diretora Roseli de Deus Lopes tomaram posse, oficialmente, no Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP.

A cerimônia, realizada no auditório IEA e transmitida pela internet, contou com a presença do reitor Vahan Agopyan, do secretário-geral, Pedro Vitoriano de Oliveira, e do ex-diretor do IEA, Paulo Hilário do Nascimento Saldiva. O vice-reitor Antonio Carlos Hernandes participou da cerimônia remotamente.

“Assumir a direção de um instituto com esse porte é um conjunto de desafios, dos quais destaco dois. O primeiro desafio é assegurar o cumprimento da missão que o IEA recebeu do professor Goldemberg quando a sua criação foi aprovada pelo Conselho Universitário, que é favorecer novas ideias, resultantes de convívio, do confronto e da interação entre as diversas áreas do trabalho intelectual. O segundo desafio é inovar, mantendo a essência, a fim de que o IEA esteja à altura das demandas da sociedade”, afirmou Plonski em seu discurso de posse.

O novo diretor ressaltou que o IEA está se transformando em um ateliê de ideias, estabelecendo centros de síntese, gerando protótipos, cocriando think tanks em temas de ampla repercussão e promovendo a concretização de iniciativas ousadas.

+ Mais

Nova diretoria do IEA reafirma a importância da ciência na pandemia

“Não há como fugir à constatação de que continuamos em uma era de extremos. Alguns são perigosamente semelhantes aos do século XX, como o descrédito da democracia e a ascensão de movimentos que rescendem ao odor fétido do fascismo. Novos entrantes nessa lista são os extremos climáticos, os extremos de renda e os extremos de acessibilidade à educação e à saúde de qualidade. O IEA já trabalha com alguns desses temas, mas precisaremos continuar a inovar formas e formatos de atuação para estarmos à altura das demandas do século XXI”, explicou Plonski (clique aqui e acesse a íntegra do discurso).

O reitor Vahan Agopyan concordou com o novo diretor sobre os desafios que precisam ser enfrentados não só no Brasil, mas em todo o mundo. “Mais do que nunca, nós precisamos ter um Instituto de Estudos Avançados que consiga levantar bandeiras novas e fazer com que a Universidade se torne mais ativa e mais aceita pela sociedade. O desafio é grande, mas temos competência para combater o negacionismo, o retrocesso, o obscurantismo e os ataques à ciência que estão se tornando uma praga, a fim de oferecer à sociedade um futuro melhor”, ressaltou o reitor.

Após a posse dos novos diretores, foi realizado o evento de celebração do 34º aniversário do Instituto de Estudos Avançados da USP, com a apresentação de um vídeo comemorativo e a participação do ex-diretor do IEA, Paulo Hilário Nascimento Saldiva, e da nova vice-diretora, Roseli de Deus Lopes.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.