Superintendência de Assistência Social faz testes da covid-19 nos moradores do Crusp

Iniciativa é resultado da parceria com a Plataforma Científica Pasteur-USP e deverá testar os moradores que estão no Crusp neste período de isolamento

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=316059
Pesquisadores da Plataforma Científica Pasteur-USP coletam amostras para diagnóstico de sars-cov-2 dos residentes no Crusp. Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

.
Foi realizada, no dia 20 de abril, a primeira etapa da coleta de amostras para o diagnóstico da covid-19 entre os moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp).

A iniciativa foi promovida pela Superintendência de Assistência Social (SAS), em parceria com a Plataforma Científica Pasteur-USP, e é uma das ações adotadas pela SAS para oferecer aos moradores as condições necessárias de saúde, alimentação e higiene durante o período de isolamento social decorrente da pandemia causada pelo coronavírus.

Nesta primeira fase, mais de 100 moradores foram testados e a previsão é de que, até o dia 29 de abril, o processo seja concluído com o atendimento de todas as pessoas que estão no Crusp durante o período de isolamento. Ainda não há previsão de quando os resultados serão divulgados.

+ Mais

Com a pandemia, problemas antigos do Crusp exigem novas soluções

“O Crusp, formado por oito blocos de apartamentos e alojamentos, configura uma comunidade em si. A estratégia de testagem dos membros de uma comunidade tem sido usada com sucesso em muitos países, pois possibilita a adoção de medidas efetivas e apropriadas aos indivíduos com diagnóstico positivo, bem como às pessoas do seu entorno social. A testagem também é importante por permitir acompanhar a evolução dos sintomas, protegendo o portador do vírus com as medidas de saúde apropriadas”, considera o superintendente da SAS, Gerson Yukio Tomanari.

As amostras estão sendo coletadas pelos pesquisadores e alunos de pós-graduação que atuam na Plataforma Pasteur-USP, por meio de swabs naso e orofaríngeo, com a supervisão da coordenadora da Plataforma, Paola Minoprio, e o auxílio de enfermeiros cedidos pelo Hospital Universitário (HU). No caso de pessoas possivelmente sintomáticas, uma amostra de sangue também é coletada.

“A prevenção da comunidade do Crusp é o nosso objetivo. O sucesso da ação depende desses dados”, complementa Tomanari.

Para o coordenador da Plataforma e diretor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), Luis Carlos Ferreira, “o saldo desta primeira etapa foi muito positivo e confirma o papel importante que a Plataforma assumiu para a USP”. Segundo ele, a ideia é expandir a ação de testagem para outros setores da Universidade, como a Guarda Universitária.
.

Confira as imagens da iniciativa (clique nas setas para navegar)

Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Testes da covid-19 nos moradores do Conjunto Residencial da USP - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens
Conjunto Residencial da USP (Crusp) - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

.

+ Mais

Laboratórios da USP se unem para acelerar diagnóstico do coronavírus

Inaugurada em julho de 2019, no Centro de Inovação e Pesquisa da USP (Inova USP), a Plataforma Científica Pasteur-USP foi planejada para atuar justamente como uma “célula de intervenção rápida” contra vírus, bactérias e outros agentes infecciosos emergentes que representem uma ameaça à saúde pública.

A plataforma integra uma grande rede de laboratórios da USP, cuja infraestrutura e expertise foram mobilizadas em caráter emergencial para dar suporte ao poder público na realização de exames moleculares do novo coronavírus — a Rede USP para o Diagnóstico da covid-19 (Rudic), com cinco núcleos de testagem espalhados pela capital e interior do Estado.

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.