Superintendência de Assistência Social reforça cuidados com a saúde dos moradores do Crusp

Desde o início do período de isolamento social, a Superintendência vem desenvolvendo uma série de ações para garantir a saúde, a alimentação e o bem-estar dos moradores

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=320911
Conjunto Residencial da USP (Crusp) – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A Superintendência de Assistência Social (SAS) divulgou, no dia 7 de maio, um novo comunicado direcionado aos moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp), em que são abordadas informações a respeito dos testes de covid-19 realizados pela Plataforma Científica Pasteur-USP, da parceria entre a SAS e o Escritório USP Mulheres e da doação de máscaras aos moradores.

Desde o início do período de isolamento social, decretado pelo Governo do Estado em decorrência da pandemia do coronavírus, a Superintendência vem desenvolvendo uma série de ações para garantir a saúde, a alimentação e o bem-estar dos moradores, bem como a limpeza das dependências do prédio.

Atualmente, dos cerca de 1.600 estudantes que moram no Crusp, perto de 400 permanecem no conjunto residencial. Esses estudantes têm à disposição café da manhã, almoço e jantar. São fornecidos regularmente produtos de limpeza a todos os apartamentos. Há mais de 70 dispensadores de álcool em gel espalhados em locais com maior circulação de pessoas.

Para acompanhar as atividades acadêmicas a distância, os moradores do Crusp receberam da Reitoria kits de internet compostos por um chip para celular ou um modem portátil com interface USB, habilitados para 20 GB e mínimo de 100 horas-aulas por mês.

Além disso, os moradores têm acompanhamento de assistentes sociais e de profissionais da área da saúde.

Leia, a seguir, a íntegra do comunicado (todos os comunicados divulgados pela SAS podem ser acessados neste link).

12º comunicado da SAS aos moradores do Crusp

Testes de covid-19

Em quatro dias inteiros de trabalho intenso, a Plataforma Científica Pasteur-USP realizou testes de covid-19 nos moradores do Crusp, agentes da Guarda Universitária, servidores da SAS e policiais militares que atuam na Cidade Universitária, em São Paulo.

Por meio do processo de testagem molecular, com contraprova confirmatória, foi possível identificar pessoas que, naquele momento, estavam infectadas com o SARS-Cov-2 e tomar providências imediatas de isolamento, alimentação, orientação, proteção e acompanhamento da saúde dessas pessoas que, felizmente, passam todas bem.

Coleta de amostras de moradores do Conjunto Residencial da USP (Crusp) para avaliar a covid-19 – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A SAS agradece à Plataforma Pasteur-USP pela iniciativa, bem como aos apoiadores: Hospital Universitário, Superintendência de Prevenção e Proteção Universitária, Frente Universitária de Combate à Covid-19, Plantão Saúde e servidores da SAS, que não mediram esforços para que essa empreitada bem-sucedida pudesse ocorrer.

Violência de gênero

O Escritório USP Mulheres e a SAS estreitaram parceria para atuar juntos no Crusp.

Como alertado pela ONU Mulheres, e noticiado pela grande imprensa em todo o mundo, durante a pandemia de covid-19 tem se observado aumento de registros de violação dos direitos das mulheres e meninas em vários países. Particularmente da violência que acontece dentro de casa: a violência doméstica e familiar.

O Escritório USP Mulheres continua trabalhando on-line para acolher e orientar mulheres da comunidade USP que estejam vivendo situações de violência. O e-mail direto para esse serviço é orienta.uspmulheres@usp.br.

No site do Escritório USP Mulheres, está disponível para leitura e download a cartilha Violência de Gênero na Universidade: onde buscar ajuda, além de outros materiais e informações.

O Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres (Nudem) da Defensoria Pública do Estado de São Paulo fez um guia rápido com as principais informações sobre o funcionamento de serviços e órgãos que auxiliam na garantia dos direitos das mulheres durante a pandemia de covid-19. As publicações da Defensoria estão disponíveis nesta página.

Lembramos também que, na SAS, as assistentes sociais estão plenamente disponíveis para atendimento.

As máscaras foram distribuídas aos moradores com a ajuda do DCE Livre da USP – Foto: Divulgação DCE

Doação de máscaras

Por meio da FAU, os moradores do Crusp receberam a doação de 2 mil máscaras da aluna do 3º ano de Arquitetura e Urbanismo, Victória Chukri Garcia Fernandes. O modelo doado foi criado pelo avô da Victória, que as produz em uma máquina criada por ele próprio. Em nome dos moradores do Crusp, a SAS agradece à FAU, à Victória e à sua família pela generosidade da doação.

Distribuição de máscaras

A SAS fez a distribuição de máscaras faciais a todos os moradores do Crusp, porém a obrigatoriedade de seu uso em locais públicos faz com tenhamos que intensificar essa ação. Com a ajuda do DCE Livre da USP “Alexandre Vannucchi Leme”, faremos uma nova distribuição de máscaras. A falta de produto no mercado ainda é significativa, mas o setor financeiro da SAS está empenhado em contornar essa limitação.

Mantenham-se protegidos, com saúde.

Equipe Gestora
Superintendência de Assistência Social (SAS)

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.