Startups são selecionadas para participar de feira com investidores em Miami

Ação faz parte do Consórcio Universitário Hemisférico, rede de universidades da qual a USP faz parte

  • 203
  •  
  •  
  •  
  •  
Cada um dos representantes das startups teve cinco minutos para apresentar o projeto. No destaque, a ex-aluna da Esalq, Gabrielle Terra Souza, que falou sobre a plataforma BeefTrader – Foto: Marcos Santos

Três startups formadas por ex-alunos da USP foram escolhidas para participar da feira eMerge Americas, um dos mais importantes eventos de tecnologia do mundo, que será realizado na cidade de Miami, nos Estados Unidos, no próximo mês de abril.

Lá, as três empresas – Pluricell Biotech, @Tech Inovação Tecnológica para a Agropecuária e Kidopi – terão a oportunidade de entrar em contato com investidores e parceiros estratégicos, já que a feira reúne, anualmente, representantes de mais de 400 empresas da América, entre executivos de negócios, tomadores de decisões de tecnologia e empreendedores.

As startups foram escolhidas em uma competição organizada pela Agência USP de Inovação (Auspin), em parceria com a Universidade de Miami (UM) e com o programa de mulheres empreendedoras do Centro de Resolução de Conflitos da USP (GLIP), no último dia 8 de janeiro, na Arena Santander, no campus da USP em São Paulo.

Dez empresas, pré-selecionadas pela Auspin, tiveram a oportunidade de apresentar seus projetos. As empresas foram avaliadas por um júri formado pelo CEO da eMerge Americas, Felice Gorordo; pelo professor e diretor de Empreendedorismo da Escola de Negócios da UM, Michael D. Wilson; e pelo diretor executivo do GLIP e assessor para assuntos internacionais do Gabinete do Reitor, Gerson Damiani.

“Uma das prioridades da Universidade é a transferência do conhecimento aqui produzido para a sociedade, e nossos estudantes são partes essenciais desse ecossistema de inovação”, afirmou o coordenador da Auspin, Antonio Carlos Marques, na abertura do evento.

A ação faz parte do Consórcio Universitário Hemisférico, rede de universidades lançada em abril do ano passado que congrega 11 instituições do Brasil, Costa Rica, Colômbia, Chile, México, Barbados, Peru, Estados Unidos e Canadá.

O consórcio é uma iniciativa da UM e tem como objetivo explorar o potencial de pesquisa e de ensino das universidades envolvidas por meio do desenvolvimento de estruturas e programas para facilitar a mobilidade de estudantes, professores e pesquisadores.

Conheça as startups escolhidas

A Pluricell Biotech, formada por pesquisadores do Instituto de Biociências (IB) e da Faculdade de Medicina (FM), é uma startup voltada à biotecnologia que desenvolve métodos para uso de células-tronco, contrária ao uso de animais em pesquisas.

A @Tech Inovação Tecnológica, empresa desenvolvida na incubadora tecnológica da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), criou o software BeefTrader, plataforma de inteligência de mercado que ajuda produtores e frigoríficos a identificarem o melhor momento para negociar os bovinos a partir da curva de lucro individual. Essa curva é formada por informações de mercado e monitoramento por sensores em tempo real para cada animal.

A Kidopi, empresa fundada por ex-alunos do curso de Informática Biomédica da USP Ribeirão Preto, desenvolveu o Clever Care, solução que funciona a partir da troca de mensagens entre o programa e o paciente — monitorando a administração de remédios, esclarecendo dúvidas e servindo como alerta para os médicos que fazem o acompanhamento.

As três startups selecionadas participarão da feira eMerge Americas, que será realizada na cidade de Miami (EUA), em abril – Foto: Divulgação
  • 203
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados