Reitor recebe coordenadora estadual de Defesa Civil

A reunião teve como pauta o Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres no Estado de São Paulo (Ceped) da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
(Da esq. p/dir.) Nakao, Yoshizaki, Basso, Zago, Helena, Patrícia, Visintin e Liporaci (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

No dia 12 de junho, o reitor Marco Antonio Zago recebeu a visita da secretária-chefe da Casa Militar e coordenadora estadual de Defesa Civil, Helena dos Santos Reis. O encontro foi realizado no prédio da Reitoria, em São Paulo.

A coronel da Polícia Militar estava acompanhada do subdiretor do Departamento de Defesa Civil, major Marco Antônio Basso.

A reunião teve como pauta principal o Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres no Estado de São Paulo (Ceped) da USP, criado em 2013 a partir de um convênio assinado em parceria com a Coordenadoria de Defesa Civil.

O projeto tem por finalidade produzir, integrar, contextualizar, disseminar e disponibilizar o conhecimento produzido na Universidade para prevenir, reduzir e mitigar desastres naturais em âmbito regional e nacional.

O Ceped é coordenado pela Escola Politécnica (Poli), que desenvolve pesquisas relacionadas a logística de operações humanitárias e estudos sobre deslizamentos e remoção de resíduos. Além da Poli, outras dez Unidades de Ensino e Pesquisa e cerca de 40 pesquisadores da Universidade também fazem parte do Centro.

Pela USP, participaram da reunião o coordenador do Ceped e professor da Poli, Hugo Yoshizaki; a superintendente de Gestão Ambiental, Patrícia Faga Iglecias Lemos; o superintendente de Prevenção e Proteção Universitária, José Antonio Visintin; o prefeito do Campus da Capital, Osvaldo Shigueru Nakao; e o chefe do Gabinete do Reitor, Thiago Rodrigues Liporaci.

Na ocasião, o coordenador do Ceped entregou a Helena um exemplar do livro Desastres: Múltiplas abordagens e desafios, que reúne artigos de pesquisadores do Centro sobre as perspectivas relacionadas a temas como educação, psicologia, indicadores de resiliência, logística humanitária, resíduos de desastres, mudanças climáticas, eventos extremos, movimentos de massa, gerenciamento de risco de enchente, gerenciamento integrado de risco, percepção de risco e arquitetura humanitária. O livro foi lançado em março deste ano.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados