Reitor participa de evento comemorativo pelos dez anos da Lei Arouca

Realizado na USP entre os dias 13 e 14 de agosto, o III Simpósio do Concea discute a ética da experimentação animal no Brasil

  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
A Lei Arouca foi um marco na regulamentação da utilização de animais em atividades de ensino e pesquisa no Brasil – Foto Marcos Santos/USP Imagens

Entre os dias 13 e 14 de agosto, a USP sedia o III Simpósio do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), no auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI).

Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o evento celebra os dez anos da implantação da Lei nº 11.794, de 8 de outubro de 2008, conhecida como Lei Arouca, um marco na regulamentação da utilização de animais em pesquisas no Brasil.

“É uma grande satisfação para a USP sediar esse evento do Concea em comemoração aos dez anos da Lei Arouca. Além de estar totalmente comprometida com o cumprimento da Lei, a Universidade desenvolve ações para promover a contínua discussão sobre a utilização ética de animais em atividades de ensino e pesquisa e a procura por métodos alternativos. Acreditamos que o aprimoramento dessa legislação deve ser uma preocupação permanente”, afirmou o reitor Vahan Agopyan na abertura do evento.

Para o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e presidente do Concea, Gilberto Kassab, “harmonizando os princípios éticos, a experiência de seus membros e a importância da ciência no Brasil, o Conselho tem sido um dos principais pilares do desenvolvimento da pesquisa no Brasil. E não há maneira de um país se desenvolver, crescer, de melhorar a qualidade de vida de sua população que não seja por meio da pesquisa”.

A cerimônia de abertura também contou com a participação do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e ex-reitor da USP, José Goldemberg; do pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto; da coordenadora do Concea, Mônica Andersen; do secretário executivo do MCTIC, Elton Zacarias; e de Marcelo Morales, representando a Academia Brasileira de Medicina.

Ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o Concea é o órgão responsável por normatizar o uso de animais em atividades de ensino ou pesquisa científica, principalmente, no que concerne ao controle das instituições que criam, mantêm ou utilizam animais.

  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados