USP participa de Rede de Parcerias de Universidades Globais

No dia 9 de dezembro, foi assinado um acordo internacional de cooperação acadêmica para estabelecimento de uma Rede de Parceria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
(esq. p/ dir.) O pró-reitor de Relações Internacionais da University of Surrey, Colin Grant; o vice-reitor Executivo de Relações Internacionais, Adnei Melges de Andrade; e o diretor da Faculty of Health and Medical Sciences da University of Surrey, John Hay

No dia 9 de dezembro, foi assinado um acordo internacional de cooperação acadêmica para estabelecimento de uma Rede de Parceria Global (University Global Partnership Network – UGPN), formado pela USP, University of Surrey (US), do Reino Unido; North Carolina State University (NCSU), dos Estados Unidos; e a Seoul National University, da República da Coréia (Coréia do Sul).

O objetivo é intensificar a cooperação acadêmica entre estas Universidades – a USP mantém cooperação, desde 2009, com as Universidades do Reino Unido e Estados Unidos – e fomentar a colaboração multilateral nas áreas de pesquisa, desenvolvimento de projetos; intercâmbio de docentes, de membros da equipe técnico-administrativas e de alunos de graduação e pós-graduação; inovação; e iniciativas de parcerias para pesquisa e mobilidade. A vigência é de cinco anos, com previsão de prorrogação por igual período.

A Rede de Parceria Global é baseada na ideia de cooperação multilateral e de reciprocidade, de forma a beneficiar todas as partes, pois cada Instituição administrará seus próprios custos e procurará compartilhar os benefícios obtidos pela parceria. As Universidades pretendem apoiar programas conjuntos de pesquisa e projetos de excelência em todas as áreas de interesse, promover o intercâmbio dos seus membros em várias áreas de pesquisa, ensino, administração e atividades empreendedoras. Entre as várias áreas de pesquisa possíveis, por exemplo, a Rede vai atuar na saúde cardiovascular, saúde pública, biociências, materiais, química, ciências sociais, ciência política, sociologia, envelhecimento e sustentabilidade.

Segundo o vice-reitor Executivo de Relações Internacionais, Adnei Melges de Andrade, a formação do consórcio entre estas quatro “importantes Universidades” de continentes diferentes é fundamental para fortalecer o intercâmbio e favorecer a mobilidade.

“O mundo do ensino superior está povoado por grandes consórcios. [A ideia desta parceria é] formar algo mais compacto e com ênfase nas atividades, mas também mais global”, explicou o professor Colin Grant, que exerce função equivalente a de pró-reitor de Relações Internacionais na University of Surrey. Para ele, com este consórcio, as Universidades terão mais capacidade de alcançar cada vez mais melhores resultados.

Estas quatro Universidades já estão planejando a realização de um evento em conjunto em formato de colóquio, em setembro de 2011, na USP, para promover um diálogo multidisciplinar com a participação de quatro ou cinco membros de cada Instituição. Uma delegação do Reino Unido visitará a USP em março como preparação para o evento.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados