USP assina acordo com a University of California at Davis

No dia 28 de maio, a USP e a University of California at Davis (UC Davis) assinaram um acordo de cooperação, com o objetivo de promover a cooperação científica e tecnológica entre as duas Universidades, cuja vigência é de cinco anos.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Dirigentes das duas Universidades participaram da cerimônia de assinatura do acordo

No dia 28 de maio, a USP e a University of California at Davis (UC Davis), dos Estados Unidos, assinaram um acordo de cooperação, em cerimônia realizada na Administração Central.

Antes da assinatura deste acordo, representantes das duas Universidades falaram sobre suas principais áreas de atuação e da importância de estabelecer colaboração internacional em ensino superior.

O acordo tem como objetivos os de promover a cooperação científica e tecnológica entre as duas Universidades, por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores; organização de seminários científicos e tecnológicos, workshops, simpósios e outros encontros de interesse mútuo, além da troca de informações sobre estratégias e políticas de desenvolvimento e pesquisa conjuntos.

Na ocasião, também foi assinado um plano de trabalho para a promoção do intercâmbio internacional de estudantes e pesquisadores, cujo programa consiste em a UC Davis conceder anualmente para a USP até dez bolsas para estudantes de graduação, por um período máximo de seis meses, com possibilidade de prorrogação;  trinta bolsas para estudantes realizarem parte do seu programa de doutorado, por no máximo 12 meses; e vinte bolsas de pós-doutorado para especialistas, por no máximo 24 meses

A USP, por sua vez, fica com a atribuição de conceder anualmente para a UC Davis até trinta vagas para estudantes de graduação; trinta vagas para estudantes de doutorado; e receber até dois pesquisadores visitantes para trabalhar e realizar projetos conjuntos com grupos de pesquisa da USP, trabalhando no Brasil até três meses por ano, durante três anos.

Entre as várias áreas de conhecimento, serão comtempladas as de engenharia e tecnológicas; ciências naturais e da terra; ciências biomédicas e da saúde; tecnologia da informação e computação; aeroespacial; farmacêutica; produção agrícola sustentável; química sustentável; petróleo, gás e carvão; energia; minerais; biotecnologia; nanotecnologia e novos materiais; mudança climática; biodiversidade; ciências marinhas; tecnologias sociais e inclusão produtiva; habitação e saneamento; e direito.

(Foto: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados