USP entrega menção honrosa aos melhores trabalhos de iniciação científica

Alunos de graduação têm a oportunidade de desenvolver pesquisa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A Pró-Reitoria de Pesquisa da USP realizou, na quinta-feira, dia 17 de dezembro, a entrega do certificado de menção honrosa aos 150 melhores trabalhos apresentados no 17º Simpósio internacional de Iniciação Científica da USP (SIICUSP), em cerimônia no Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU).

Os 150 trabalhos premiados foram escolhidos entre um total de 4153 trabalhos expostos por 5300 alunos no 17º SIICUSP, em quatro áreas: 20 na agropecuária, 47 nas biológicas e saúde; 38 nas exatas e engenharias; e 45 nas humanas e humanidades.

Eles foram avaliados pelas comissões de cada área e por avaliadores do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – agência do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), destinada ao fomento da pesquisa científica e tecnológica e à formação de recursos humanos para a pesquisa no país. Neste ano, o SIICUSP teve a participação de alunos de 300 universidades brasileiras públicas e particulares, e também de três do exterior: The Ohio State University e Rutgers – The State University of New Jersey, dos Estados Unidos; e a Universidade do Porto, de Portugal, com as quais o Programa de Iniciação Científica da USP mantém vínculo através de programas semelhantes destas universidades, firmado desde o ano 2000.

Além da menção honrosa para os 150 alunos, um comitê externo, formado por professores de outras universidades, selecionou, entre eles, 15 alunos da USP para visitar uma dessas três universidades, onde apresentarão suas pesquisas durante o ano que vem, divididos em grupos de cinco alunos para cada universidade. No início de janeiro, será feita uma reunião com estes alunos para que possam decidir para qual dos três destinos querem ir e também a data da viagem.

O SIICUSP é um evento anual, organizado desde 1993, sendo dividido por áreas do conhecimento, e inclui mesas redondas, apresentações orais e apresentações de pôsteres. Ele faz parte do Programa de Iniciação Científica da USP, destinado aos alunos de graduação, e desenvolvido pela Pró-Reitoria de Pesquisa. O Simpósio é uma oportunidade para que os alunos da graduação, de dentro e de fora da USP, exponham seus projetos, troquem experiências com outros pesquisadores, e divulguem e discutam os resultados obtidos em suas pesquisas.

Desde o ano 2000, ele passou a ser internacional.“É um dos programas mais importantes da Universidade”, destaca a coordenadora do Programa, Maria Inês Rocha Miritello Santoro, citando que, no primeiro SIICUSP, em 1993, houve 393 participantes, e, neste ano, no 17º, foram 4153 trabalhos.   “A iniciação científica me ajudou sim, pois facilitou o meu entendimento sobre a parte prática”, declara a aluna Ivana Morais Geremias, que foi uma das contempladas com a menção honrosa no SIICUSP, ao falar da importância do programa para a sua formação. Ivana está no 4º ano do curso de Engenharia de Alimentos, da Faculdade de Zootecnia Engenharia de

A mesma visão é compartilhada pelo aluno do 3º ano de Engenharia Química, da Escola de Engenharia de Lorena (EEL), Thiago Rodrigues Guimarães. “A iniciação científica abriu meu raciocínio para todas as matérias, me deu mais dinamismo. E me fez crescer profissionalmente também”, afirma o estudante, também contemplado com a menção honrosa e ganhador de uma das viagens para visitar uma das três universidades no exterior.A pró-reitora pro tempore da USP, Mayana Zatz, encerrou a cerimônia falando de sua experiência com a iniciação científica e a pesquisa. “Eu também fui aluna de iniciação científica, é a minha paixão”, ressalta.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail