USP e Universidade de Princeton fortalecem parceria estratégica

Um artigo publicado no site da Universidade de Princeton (EUA) destaca a USP como uma de suas parceiras estratégicas. Desde 2012, quando foi assinado um acordo de cooperação entre USP e Princeton, as duas instituições têm se esforçado para consolidar uma parceria ampla e de longa duração, com base nos princípios de reciprocidade sustentável e de benefício mútuo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Sao-Paulo-1_CEE-graduate-course-2_1150
O professor da Poli, Ruy Marcelo de Oliveira Pauletti (3º da esquerda para a direita), lecionou como professor visitante em Princeton, no primeiro semestre deste ano. Ele desenvolve uma pesquisa em colaboração com a professora de Engenharia Civil e Ambiental da universidade norte-americana, Sigrid Adriaenssens (à esquerda)

O fortalecimento de parcerias estratégicas é uma das maneiras mais eficazes para aumentar a cooperação acadêmica com universidades estrangeiras.

Um artigo publicado, no início de dezembro, no site da Universidade de Princeton (EUA) destaca a USP como uma de suas parceiras estratégicas, assim como a Universidade de Humboldt e a Universidade de Tokyo.

Desde 2012, quando foi assinado um acordo de cooperação entre USP e Princeton, as duas instituições têm se esforçado para consolidar uma parceria ampla e de longa duração, com base nos princípios de reciprocidade sustentável e de benefício mútuo.

Em quatro anos, foram apoiados 14 projetos em áreas como arquitetura, engenharia civil e ambiental, física, política de saúde e estudos latino-americanos. Um dos mais promissores é a colaboração entre o professor da Escola Politécnica (Poli), Ruy Marcelo de Oliveira Pauletti, e a professora de Engenharia Civil e Ambiental de Princeton, Sigrid Adriaenssens, que desenvolvem um projeto com foco em estratégias inovadoras, eficientes e acessíveis para o planejamento de ambientes urbanos.

A parceria também tem promovido o intercâmbio de pesquisadores e estudantes. No primeiro semestre, o estudante de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental de Princeton, Alexander Niewiarowski, passou meses desenvolvendo pesquisas na USP; em contrapartida, o aluno de Graduação da Poli, Márcio Sartorelli Venâncio de Souza, teve a oportunidade de expandir sua pesquisa na universidade norte-americana.

(Com informações e foto do Escritório de Comunicação da Universidade de Princeton)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados