USP é a melhor da América Latina, segundo QS World University

Ocupando a 132ª posição, a USP continua sendo a melhor instituição latino-americana, de acordo com o ranking da Quacquarelli Symonds.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Ocupando a 132ª posição, a Universidade continua sendo a melhor instituição latino-americana de acordo com o ranking da Quacquarelli Symonds

A USP foi classificada em 132º lugar, pelo ranking QS World University, divulgado hoje, dia 16 de setembro. É a única instituição brasileira a figurar entre as 200 melhores do mundo e também a latina americana melhor colocada. No topo da lista ficaram o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos, a Universidade de Cambridge e o Imperial College London, ambos do Reino Unido.

Outras três universidades latino-americanas figuram entre as 200 melhores do ranking, a Pontifícia Universidade Católica do Chile, em 167º lugar, a Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), em 175º, e a Universidade de Buenos Aires, em 198º.

Entre as brasileiras, a segunda melhor posicionada foi a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), na 206ª posição, seguida da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 271ª.

Quacquarelli Symonds

Publicado desde 2004 pela Quacquarelli Symonds –organização internacional de pesquisa em educação, especializada em instituições de ensino superior – o ranking avalia mais de 3 mil universidades do mundo todo e classifica as 800 melhores, de acordo com seis indicadores: reputação acadêmica, reputação entre empregadores, proporção de professor para estudante, citações científicas, número de estudantes estrangeiros e corpo docente internacional.

Além do ranking geral divulgado hoje, a USP também se destacou nos rankings específicos da instituição. No QS de universidades do Brics, a USP ficou em 7º lugar, sendo a instituição latino-americana melhor colocada. No QS para a América Latina, publicado em maio, a USP ocupou a segunda colocação.

No QS World University Rankings by Subject desse ano, sete áreas de concentração da Universidade foram avaliadas entre as melhores do mundo: Agricultura e Silvicultura, em 27º lugar; Matemática, em 38º; Geografia, em 42º; Estatística e Pesquisa Operacional, em 45º; Comunicação e Estudos Midiáticos, em 46º; Farmácia e Farmacologia, em 48º; e História, na 50º posição.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados