USP cria Licenciatura em Educomunicação

O Conselho Universitário, em sessão realizada ontem, dia 17 de novembro, aprovou a criação do curso de Licenciatura em Educomunicação. A proposta apresentada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) obteve 67 indicações num colegiado composto por 86 votantes.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O Conselho Universitário, em sessão realizada ontem, dia 17 de novembro, aprovou a criação do curso de Licenciatura em Educomunicação. A proposta apresentada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) obteve 67 indicações num colegiado composto por 86 votantes.

A Licenciatura destina-se a preparar profissionais para atender demandas provenientes do campo da educação formal (magistério) bem como da prática social que prevê o uso das tecnologias da informação e das linguagens da comunicação das artes em projetos voltados para a comunicação educativa.

O profissional a ser formado encontrará espaço de atuação na docência, especialmente nos cursos profissionalizantes de nível médio voltados para a comunicação e as tecnologias da informação. Terá atuação, ainda, no desenvolvimento de projetos destinados a qualificar a expressão comunicativa da comunidade escolar, fazendo uso das linguagens da comunicação, das artes e das tecnologias da informação, tanto no ensino básico quanto no superior. No caso, o educomunicador desempenhará o papel de um assessor a serviço das secretarias de comunicação, das diretorias de ensino e das próprias escolas.

A presença do educomunicador já é visível em escolas de redes públicas e em projetos do terceiro setor, que empregam a mídia em programas educativos. O novo curso pretende potencializar as ações destes profissionais, assim como as práticas dos que, nos meios de comunicação, especialmente jornais, emissoras de rádio e de TV, se dedicam à comunicação educativa.

Para o professor Ismar Soares de Oliveira, um dos idealizadores do projeto, “o profissional de educomunicação será um mediador cultural, pautado na análise de conjuntura”, de forma que o curso atenderá a essa necessidade de interface entre a Comunicação e a Educação “proporcionando entendimento e uso das tecnologias e práticas educativas e o desenvolvimento do planejamento de cunho educomunicativo e midiático na construção de diálogos e na produção de conhecimento”.

A licenciatura será ministrada a partir de fevereiro de 2011, com trinta vagas no período noturno. A grade curricular será estruturada de forma a abranger inicialmente disciplinas gerais das Ciências Humanas, que se especificarão ao longo do curso, partindo da construção de um pensamento crítico sobre a realidade contemporânea até se apropriar das teorias e práticas da comunicação.

Foram firmadas parcerias com o Museu de Arte Contemporânea (MAC) e com a Faculdade de Educação, que ministrará as matérias referentes às práticas de ensino.

(Com informações do Laboratório Agência de Comunicação – ECA)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados