USP assina acordo de cooperação internacional com Yale University

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O reitor da USP, João Grandino Rodas, e a vice-presidente da Yale University, Linda Lorimer, durante assinatura do acordo

A USP e a Yale University assinaram um acordo de cooperação internacional, chamado de Programa Internacional de Bolsas de Estudos Fox – Fox International Fellowship Program (FIFP), que tem como objetivo o de expandir o intercâmbio acadêmico internacional, a cooperação nas áreas de ciências sociais e das carreiras profissionais, que sejam profícuas para o avanço das relações harmoniosas entre os povos dos Estados Unidos e de outros países. A cerimônia de assinatura foi realizada no dia 17 de março, na sala da Congregação da Faculdade de Direito.     

O acordo será válido por um período inicial de três anos, no qual cada Universidade receberá ao menos um estudante, por ano letivo, para permanecer durante dois semestres fazendo intercâmbio. É destinado aos estudantes de pós-graduação nos níveis de mestrado e doutorado e, também nos níveis de especialização, com a finalidade de realizar pesquisa nas áreas de comércio e finanças, economia, ciência política, relações internacionais, direito, administração, gestão ambiental e história contemporânea, desde que tal pesquisa seja relacionada à prosperidade e à paz mundial. Na USP, as Unidades envolvidas nessas áreas são: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Faculdade de Direito (FD) e Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Os bolsistas internacionais oriundos da Yale precisarão ter conhecimento suficiente na língua portuguesa para assegurar o êxito no cumprimento de seus programas de pesquisa e para se integrarem nas comunidades da USP. Os bolsistas vindos da USP, por sua vez, deverão ser fluentes em conversação, leitura e redação na língua inglesa. O FIFP será responsável pelas despesas de cada estudante participante do intercâmbio, tais como passagem aérea de ida e volta, seguro saúde, moradia e um valor adicional para manutenção. Desenvolvimento futuro

Antes da assinatura, os integrantes das USP e da Yale University aproveitaram para falar um pouco sobre as respectivas Universidades, da infraestrutura oferecida aos alunos, e um panorama geral dos cursos oferecidos nas diversas áreas do conhecimento, além de comentar sobre o significado deste acordo.   “É importante para a USP ter acordos como esse”, afirmou o presidente da Comissão de Cooperação Internacional (CCInt) da USP, Adnei Melges de Andrade. Para a vice-presidente da Yale University, Linda Lorimer, além do conhecimento adquirido com as pesquisas desenvolvidas, estes programas de intercâmbio são uma “oportunidade para os jovens conhecerem outros países e culturas”. O reitor da USP, João Grandino Rodas, demonstrou compartilhar da mesma opinião ao ressaltar que a internacionalização é muito importante para o desenvolvimento futuro da Universidade. Atualmente, a USP têm 530 programas de cooperação acadêmica internacional, nos quais estão inclusos os convênios acadêmicos internacionais, os protocolos de intenções, os acordos de cooperação técnico-científico, além da formação de redes com outras Universidades. Deste total, 50 são com instituições dos Estados Unidos.Uma das mais antigas Universidades americanas

A Yale está entre as Instituições mais prestigiadas dos Estados Unidos, que surgiram ainda no século 17. A Universidade têm 3.200 professores, 11 mil estudantes, que vêm de todos os 50 estados americanos e de 108 países. Os estudantes internacionais correspondem a quase 9% da graduação e 16% de todos os alunos da Instituição.

Integrantes da delegação da Yale University e representantes da USP                            

(Crédito das fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail