Seminário do IEA discute a melhoria das políticas públicas

O Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, a Fundação Padre Anchieta, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (OAB-SP) e a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) promoveram, nos dias 14 e 15 de setembro, o seminário “Saídas para a Crise”, realizado na sede da OAB.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Seminário - Saídas para a Crise na  sede da OAB-SP em 14-09-2015 - Marcos da Costa, Vahan Agopyan - foto Cristovão Bernardo
O presidente da OAB, Marcos da Costa (à esquerda), e o vice-reitor da USP, Vahan Agopyan, na abertura do evento

O Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, a Fundação Padre Anchieta, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (OAB-SP) e a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) promoveram, nos dias 14 e 15 de setembro, o seminário “Saídas para a Crise”, realizado na sede da OAB.

O seminário marcou o encerramento de uma campanha promovida pelas entidades como um chamamento aos cidadãos, especialistas, autoridades, políticos, sindicalistas e empresários para a elaboração de propostas para a melhoria das políticas públicas do país. Além do seminário, a campanha incluiu duas edições temáticas do programa “Roda Viva” e reportagens especiais no “Jornal da Cultura”.

As propostas resultantes da campanha serão encaminhadas aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e os debates realizados durante o seminário serão reunidos em um livro.

Participaram do evento personalidades das áreas política, jurídica, acadêmica e empresarial, dentre elas o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes; o presidente da Fapesp, José Goldemberg; o empresário Jorge Gerdau; e o secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

A questão central que permeou os debates em sete painéis foi: “Quais as estratégias, diretrizes, políticas e soluções para a confluência de crises da contemporaneidade brasileira?”

O vice-reitor da Universidade, Vahan Agopyan, participou da abertura do evento, ao lado do diretor do IEA, Martin Grossmann, e apontou a participação do Instituto como a abertura e integração de um “espaço neutro para que discussões multidisciplinares e complexas possam ir adiante”, já que considera o IEA capaz de debater e propor ideias.

A mesa de abertura ainda teve a presença do embaixador Rubens Antonio Barbosa e do presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, Paulo Adib Casseb.

(Foto: Cristovão Bernardo)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados