Reitoria: providências cabíveis para o retorno à normalidade

 28/05/2008 - Publicado há 13 anos
Por

No dia 27 de maio, (terça-feira), desde as 5h, um grupo de alunos e funcionários, por meio de piquetes e de barreiras físicas, impediu o acesso ao prédio da Reitoria.

Prontamente, na busca de entendimentos para desobstrução do acesso, três professores da Universidade, liderados pelo chefe de Gabinete, procuraram os manifestantes para obter explicações do grupo acerca do bloqueio. Colocaram-se à disposição para negociação a respeito.

Inicialmente, houve recusa de diálogo por parte dos manifestantes que, num segundo momento, aceitaram discutir com os representantes da Reitoria. Constituiu-se, então, Comissão, composta por quatro professores, dois alunos e dois servidores, que, após uma hora e meia de conversações, não chegou a acordo sobre a liberação do acesso ao prédio da Reitoria.

Para surpresa da Administração Central, o V Congresso foi suspenso pelos alunos, que reivindicam, juntamente com os funcionários, a liberação dos mais de 15.000 servidores da Universidade para participação na reedição desse evento, em futuro próximo.

Vale ressaltar que a Reitoria não impediu a participação dos funcionários no Congresso, pelo contrário, possibilitou a participação da comunidade uspiana e forneceu a infra-estrutura necessária para a sua realização, como mencionado em Comunicado de 21 de maio último.

A Reitoria está tomando as providências cabíveis para o retorno à normalidade.

São Paulo, 27 de maio de 2008.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.