Pirassununga comemora Jubileu da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Nesta quinta-feira, 23 de outubro, o campus de Pirassununga vai abrigar mais uma etapa das comemorações dos 75 anos da Universidade de São Paulo (USP). Durante todo o dia, diversas atividades serão realizadas no Anfiteatro Central do campus da USP na cidade. Essa é a terceira atividade do Jubileu da USP fora de São Paulo — a primeira foi promovida, no dia 26 de setembro, no campus de Lorena, e a segunda, nos dias 10 e 11 de outubro, em Piracicaba.

 

Em Pirassununga, a cerimônia de abertura das comemorações será às 10h, com a presença do prefeito da cidade, Ademir Alves Lindo, do vice-reitor da USP, Franco Maria Lajolo, do diretor da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Holmer Savastano Junior, e do prefeito do Campus Administrativo de Pirassununga, Marcelo Machado De Luca de Oliveira Ribeiro.

 

Um pouco mais tarde, às 11h, haverá a apresentação musical do Departamento de Música de Ribeirão Preto, da Escola de Comunicação e Artes da USP e, em seguida, às 11h30, será inaugurada a Exposição de Fotos Históricas do Campus de Pirassununga.

 

Na parte da tarde, a partir das 14h, será realizado o Seminário USP: 75 anos de Ensino, Pesquisa e Extensão, com a participação do professor Adilson Avansi de Abreu, ex-pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da USP e docente do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Ele vai abordar o tema “O Patrimônio Cultural e a Universidade”.

 

Na seqüência, às 15h, será colocada em pauta, pelo professor Glaucius Oliva, a temática “Planejando o Futuro: USP 2034”. Oliva é diretor do Instituto de Física de São Carlos e presidente da Comissão de Planejamento da USP, que promoveu, em setembro e outubro, dois workshops sobre o mesmo tema da palestra que proferirá na FZEA. Logo depois, começam os debates sobre as palestras apresentadas.

 

Fechando a programação alusiva ao Jubileu da USP no campus de Pirassununga, haverá, às 16h30, um coquetel e a apresentação da cantora Thays Montero.

 

Para a presidente da Comissão Executiva das Comemorações dos 75 anos da USP, Solange Oliveira Rezende, “toda a programação respeita e valoriza a diversidade de cada campus, apresentando à sociedade tanto a história quanto a expectativa das contribuições da Universidade para o futuro”.

 

75 anos da Universidade — Três pilares fundamentam as ações de comemoração do Jubileu da USP: visibilidade, contribuições para o futuro e reconhecimento às pessoas que colaboraram, de alguma forma, com a Universidade. São atividades de natureza acadêmico-científicas e culturais e vão se estender por todos os campi da Instituição. “Ao completar 75 anos de existência, a Universidade, pela projeção que possui no cenário nacional e internacional, tem motivos de sobra para comemorar”, afirma a reitora da USP, Suely Vilela. 

 

Entre os destaques da programação, a apresentação da Orquestra Sinfônica da USP no dia 25 de janeiro de 2009, no Teatro Alfa,

em São Paulo ; a sessão solene do Conselho Universitário, em 26 de janeiro, no Memorial da América Latina; e a exposição “Tesouros da USP”, programada para a OCA, no Parque do Ibirapuera, no período de 1º de agosto a 1º de outubro de 2009. Esta última, por sinal, inscreve-se na atmosfera cultural, pois nela serão utilizadas peças que se encontram em diversas instituições vinculadas à USP como Museu de Arte Contemporânea (MAC), Museu Oceanográfico, Estação Ciência, Museu de Geologia, Museu de Anatomia, Museu da Ciência, Museu de Zoologia, Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE), Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), Parque Cientec, Museu Paulista e Museu Republicano. Algumas dessas peças nunca foram apresentadas ao público.

 

Outro bom exemplo de ação cultural nos 75 Anos da USP é o evento “Seminários e Exposição Itinerante ‘Fundadores da USP’”. Dele devem constar documentos históricos, a reedição de obras dos docentes estrangeiros pioneiros da USP, além do Seminário “Sentidos de Lévi-Strauss”, que teve início em 9 de outubro e segue até 11 de dezembro de 2008, no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) e Centro Universitário Maria Antonia. O antropólogo francês Claude Lévi-Strauss, que completa 100 anos ainda em 2008, também vai receber, brevemente, o título de Doutor Honoris Causa concedido pela USP. 

 

Está prevista, também, para o próximo ano, a vinda a São Paulo de mais dois vencedores do Prêmio Nobel, além do geneticista Oliver Smithies, que esteve na Universidade no dia 18 de setembro para receber o título de Doutor Honoris Causa. Smithies ganhou o Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2007. Essas presenças de sólido prestígio científico integram a Série “Fronteiras do Conhecimento: presente e futuro”, cujo objetivo é o de fomentar a interação desses cientistas com grupos de pesquisa da Universidade. 

 

USP em 2034 — O lançamento da programação das comemorações foi realizado no dia 2 de setembro, com a inauguração do site que aglutina as informações do Jubileu (www.usp.br/75anos), o lançamento do logotipo dos eventos e a primeira parte do workshop “Planejando o Futuro: USP 2034”, promovido pela Comissão de Planejamento, que contou com a participação da reitora Suely Vilela. “Investir na internacionalização das atividades-fim, no avanço da pesquisa na fronteira do conhecimento, na formação empreendedora, na sólida interação com a sociedade e, especialmente, no planejamento estratégico e na gestão institucional compõem o objetivo maior de ampliar a liderança acadêmica da USP no âmbito nacional e internacional”, disse a reitora. O segundo módulo do workshop foi promovido nos dias 14 e 15 de outubro.

 

Mais informações: (19) 3565-4243 ou (11) 3091-8351. 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail