Pela quarta vez consecutiva, a USP é a melhor universidade do Brasil, de acordo com ranking da Folha

A USP foi considerada, pela quarta vez consecutiva, como a melhor Universidade do Brasil, segundo o Ranking Universitário Folha (RUF),

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A USP foi considerada, pela quarta vez consecutiva, como a melhor Universidade do Brasil, segundo o Ranking Universitário Folha (RUF), publicado pelo jornal Folha de S. Paulo, no dia 14 de setembro.

Criado em 2012, o RUF avalia 192 universidades brasileiras, 97 públicas e  95 privadas, a partir de cinco indicadores: pesquisa acadêmica, qualidade de ensino, avaliação do mercado de trabalho, internacionalização e inovação. Desses cinco indicadores, a USP lidera em três – Pesquisa, Mercado e Inovação. No item qualidade de ensino, a USP obteve 29,96 pontos (do total de 32 pontos) e, em internacionalização, 3,71 pontos (do total de 4). Na soma geral de todos os critérios, a Universidade obteve 96,94 dos 100 pontos possíveis.

O segundo lugar ficou com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a terceira colocação, com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou em quarto lugar e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), em sexto.

Além do ranking geral de universidades, também foi divulgada a classificação dos melhores cursos de Graduação do país. Nesse quesito, a USP aumentou o número de primeiras colocações nas 40 áreas de graduação consideradas, passando de 20 para 29. Em outras sete áreas, a USP ficou em segundo lugar e, em uma delas, obteve a terceira colocação.

A lista completa das universidades pode ser consultada na página do ranking.

QS World University

A USP foi classificada em 143º lugar, pelo ranking QS World University, divulgado no dia 14 de setembro, e é a única instituição brasileira a figurar entre as 150 melhores do mundo. No topo da lista ficaram o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), a Universidade de Harvard, ambas dos Estados Unidos, e a Universidade de Cambridge, do Reino Unido.

“A USP é a mais importante instituição pública de ensino e pesquisa no mundo ibero-americano e sempre está entre as 250 melhores do mundo, ou seja, dentro da faixa de 1,5% das melhores instituições globais. Desenvolve pesquisas pioneiras e com grande relevância social e econômica. Seus cursos de graduação e de pós-graduação são reconhecidos como os melhores do país, sendo uma das instituições que mais investe em inovação no cenário brasileiro. Apesar de oscilações anuais, que são comuns com as abordagens semiquantitativas dos rankings, os bons resultados vêm se repetindo nas diferentes e independentes classificações”, considera o reitor Marco Antonio Zago.

Entre as brasileiras, a segunda melhor posicionada foi a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), na 195ª posição, seguida da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 323ª.

Publicado desde 2004 pela Quacquarelli Symonds –organização internacional de pesquisa em educação, especializada em instituições de ensino superior – o ranking avalia mais de 3 mil universidades do mundo todo e classifica as 800 melhores, de acordo com seis indicadores: reputação acadêmica, reputação entre empregadores, proporção de professor para estudante, citações científicas, número de estudantes estrangeiros e corpo docente internacional.

A lista completa das universidades pode ser consultada na página do QS World University.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados