Mídias sociais, comunicação e cultura são temas de congresso da ECA

No dia 31 de março, o reitor da USP, Marco Antonio Zago, participou da cerimônia de abertura do 14º Congresso Ibercom da Associação Ibero-Americana de Comunicação (AssIbercom), promovido pela Escola de Comunicações e Artes (ECA).

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
(Da esq.p/dir.) A diretora da ECA, Margarida Maria Krohling Kunsch; o reitor Marco Antonio Zago; o vice-diretor da ECA, Eduardo Monteiro; e a professora Maria Immacolata Vassallo de Lopes

No dia 31 de março, o reitor da USP, Marco Antonio Zago, participou da cerimônia de abertura do 14º Congresso Ibercom da Associação Ibero-Americana de Comunicação (AssIbercom), promovido pela Escola de Comunicações e Artes (ECA).

O evento, realizado entre os dias 29 de março e 2 de abril, tem como tema “Comunicação, Cultura e Mídias Sociais” e reuniu mais de mil pesquisadores brasileiros e de países ibero-americanos em torno das discussões sobre as novas perspectivas acerca das produções culturais, práticas e comunicativas, além de mobilizações sociais, nos novos cenários comunicativos protagonizados pelas mídias sociais.

O reitor deu início à sua fala ressaltando a interação das pesquisas sobre os processos de comunicação com o mundo ibero-americano. O dirigente destacou o trabalho do Centro de Estudos Ibero-Americanos (Ciba) da USP nas atividades da Cátedra José Bonifácio, que empossou, no último dia 12 de março, sua nova titular, a escritora Nélida Piñon. “Iniciativas assim devem ser estimuladas para promover a inserção cada vez maior da USP no mundo ibero-americano, de forma a congregar países que têm um passado cultural em comum”, afirmou.

A diretora da ECA, Margarida Maria Krohling Kunsch, destacou que o congresso “representa o ponto de partida para as comemorações dos 50 anos da Escola, em 2016” e lembrou que o primeiro encontro da AssIbercom também foi promovido nas dependências da ECA, em 1986.

Transparência

Derrick de Kerckhove falou sobre a cultura de transparência

A cerimônia de abertura precedeu a conferência inaugural do professor da Universidade de Toronto e da Universidade de Nápoles Federico II, Derrick de Kerckhove, intitulada “Rumo a uma Cultura de Transparência”. O convidado foi apresentado pela presidente da AssIbercom e professora da ECA, Maria Immacolata Vassallo de Lopes.

Em sua exposição, De Kerckhove destacou a relevância do Big Data – as informações que são armazenadas através das mídias sociais e meios eletrônicos – como uma grande mudança paradigmática da civilização e como definidor de uma nova configuração social.  De acordo com o pesquisador, “o novo totemismo coloca a tecnologia como caráter definidor da humanidade. Essa troca íntima e direta entre a mente e a esfera de dados terá, ou já tem, um impacto sobre a liberdade mental e social de cada pessoa. Pode-se destruí-la tão bem como aumentá-la. Precisamos saber o que está acontecendo”.

Também participam do congresso os professores  Jorge A. González, da Universidade Autônoma Nacional do México (UNAM); Lúcia Santaella, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); Margarita Ledo, da Universidade de Santiago de Compostela; Eugênio Bucci, da ECA; entre outros.

Um e-book será produzido com a compilação das apresentações do congresso, ainda sem data para divulgação.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados