Lançada a versão 1.0 da Rede de Intercâmbio de Televisão Universitária (RITU)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

(Foto: Ernani Coimbra)

(Da esq. p/ dir.) O presidente da ABTU, Cláudio Márcio Magalhães; o diretor de Inovação da RNP, Michael Stanten, e o vice-reitor da USP, Franco Maria Lajolo

O vice-reitor da USP, Franco Maria Lajolo, participou da cerimônia de lançamento da versão 1.0 da Rede de Intercâmbio de Televisão Universitária (RITU), desenvolvida em parceria pela Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU), suas associadas e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). O evento, realizado hoje (6), na Sala do Conselho Universitário, contou também com as presenças do presidente da ABTU, Cláudio Márcio Magalhães, e do diretor de Inovação da RNP, Michael Stanten, além de dirigentes de Unidades da USP e representantes de Universidades ligadas à RITU.O presidente da ABTU, Cláudio Magalhães, abriu a cerimônia agradecendo a RNP e a Universidade Federal da Paraíba, através do Laboratório de Vídeo Digital (LAVID), pela viabilização técnica "de um sonho, que é realizado nesse primeiro momento, mas há muito ainda para se fazer". 

Já o vice-reitor, Franco Lajolo, iniciou seu discurso mencionando a frase gravada na Torre do Relógio da USP, “No Universo da Cultura, o Centro está em toda parte”, que, para o dirigente, "é profética e nunca foi tão verdadeira".  "Para a USP, o que hoje aqui se comemora é mais um passo para a realização do antigo sonho de ter um campus eletrônico conectado interna e externamente. Por isso, gostaria inicialmente de agradecer a todos que nos honram com a presença aqui hoje, e às parcerias com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e com a Associação Brasileira de TV Universitária (ABTU), que têm  sido muito produtivas. Agradeço, de forma especial, aos nossos técnicos e professores do CCE, CTI, da IPTV, da CCS e a todos aqueles que participaram do esforço de desenvolvimento e implementação, o que possibilitou à USP fazer parte desta rede", afirmou o vice-reitor.Para o diretor de Inovação da RNP, Michael Stanten, o projeto de desenvolvimento da plataforma de intercâmbio foi a oportunidade de aprender com a ABTU e com o LAVID como gerar uma comunidade em cultura na RNP. "Ficou demonstrado para a RNP a importância de apoiar as TVs Universitárias para favorecer a produção colaborativa de vídeos de qualidade e com diversidade cultural", disse.Apresentada a nova versãoApós a solenidade de abertura, foi apresentada a versão final da RITU, com uma demonstração sobre seu funcionamento. Desde 2007, a rede vem sendo testada e aprimorada pela equipe do LAVID, pela RNP e nove universidades que participaram da fase de testes: USP, UFPB, Mackenzie, Unicamp, PUC-Campinas, UFF, UFSC, Unisinos e UFMG. A partir do lançamento da versão 1.0, a rede será aberta e todas as universidades federais e associadas à ABTU, que poderão participar fornecendo conteúdos audiovisuais para a RITU e terão conteúdos de uma grade nacional disponíveis para exibição

em suas TVs e canais. As demais universidades poderão ter acesso aos conteúdos da grade nacional para exibição. A RITU é a primeira experiência nacional de compartilhamento de conteúdos de televisão universitária do país utilizando as redes de alta velocidade. 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail