Homenagens marcam a comemoração dos 115 anos da Esalq

O evento de comemoração foi realizado no dia 3 de junho, data da fundação da Escola, com homenagens a cursos de graduação e de pós-graduação, fundações, associações, projetos e serviços.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
2016_06_03_ESALQ_ACOM_115_Anos_da_ESALQ_0065
O grupo vocal Luiz de Queiroz e a Orquestra Esalq fizeram apresentações durante a cerimônia comemorativa

No dia 3 de junho, no Salão Nobre do Edifício Central da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), foi realizada uma cerimônia para comemorar os 115 anos de fundação da Escola, reunindo dirigentes, professores, funcionários e estudantes.

Em seu discurso, o diretor da Esalq, Luiz Gustavo Nussio, lembrou que a instituição tem uma trajetória longa e bem percorrida, e também pontuou elementos responsáveis pelo êxito da Unidade. “Em seus 115 anos, a Esalq colaborou em vários aspectos com a sociedade, e isso muito nos orgulha. Mas, toda a contribuição só foi possível a partir de uma sucessão de ações exitosas ao longo do tempo, desenvolvidas por equipes de professores e servidores técnicos e administrativos de extrema qualidade, que se empenharam em formar profissionais protagonistas”, declarou.

O evento festivo reconheceu e homenageou: os 50 anos do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA); a criação dos Programas de Pós-Graduação em Ciência Animal e Pastagens,  em Economia Aplicada (que também é oferecida via interunidades com o CENA) e em Microbiologia Agrícola; os 30 anos do curso de doutorado em Fitotecnia; os 15 anos de existência do curso de graduação em Ciências dos Alimentos;  os 40 anos de criação da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq); a Associação dos Docentes Aposentados da Esalq (Adae); o Projeto Equoterapia; os 15 anos de criação da Divisão de Comunicação da Esalq – além desta homenagem, a Divisão também foi agraciada com a moção de aplauso nº 134/2016, proposta pelo vereador Gilmar Rotta, em cerimônia realizada na Câmara Municipal de Piracicaba, também no dia 3.

Na ocasião, também foi celebrado os 10 anos de tombamento do Edifício Central e parte do conjunto que compõem o campus USP “Luiz de Queiroz” pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat).

Desde sua fundação, a Esalq já formou mais de 14.600 profissionais na graduação e titulou mais de 9 mil mestres e doutores. Hoje, conta com cerca de 2 mil alunos na graduação e 1.000 alunos na pós-graduação, possui 246 docentes e 520 funcionários técnicos e administrativos.

(Com informações da Divisão de Comunicação da Esalq / Foto: Gerhard Waller)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados