FFCLRP comemora 45 anos de fundação

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Para marcar seus 45 anos de fundação, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto programou uma série de atividades para esta segunda-feira, dia 30 de março. A abertura das comemorações será às 9h, no Bloco Didático, com a presença da reitora da USP, Suely Vilela.

Haverá apresentação musical de trompete e piano, seguida de depoimentos de ex-alunos, hoje professores, que vivenciaram grande parte da fase inicial da Unidade, como Evandro Camilo, pelo Departamento de Biologia, Francisco de Assis Leone, Departamento de Química, e Silvio Morato de Carvalho, do Departamento de Psicologia.

Já o professor Oswaldo Baffa Filho, ex-diretor, falará sobre sua chegada na Unidade e a criação do Departamento de Física e Matemática.  Para finalizar essa primeira parte das comemorações, o professor Sebastião de Sousa Almeida, atual diretor, falará sobre “Chegamos aos 45 anos, o que faremos a partir de agora?”.

Às 10h30, no Shopping Santa Úrsula, haverá a abertura da exposição “Portinari: Arte e Ciência”, seguida de workshop com João Candido Portinari, filho do pintor.  No Bloco Didático da FFCLRP, às 17h, João Candido, fará palestra com o tema “Portinari: do Cafezal às Nações Unidas”, com entrada franca e aberta ao público em geral, no Anfiteatro “Lucien Lison”, na FFCLRP.

Exposição

A exposição “Portinari: Arte e Ciência”, que será aberta ao público nessa segunda-feira, dia 30, às 10h30, no Shopping Santa Úrsula, é composta por 14 módulos em que são apresentadas 30 réplicas de obras de Candido Portinari e fica até o dia 30 de abril, no Piso Térreo do centro de compras, com entrada gratuita. Escolas podem agendar visitas pelo telefone 3602.3673.

A exposição não marca o aniversário da FFCLPR por acaso. As réplicas das obras de Portinari estão associadas a um conjunto de atividades de arte, ciência e educação através de experimentos científicos, oficina de arte, jogos, informática, painel ilustrativo etc. De maneira lúdica e criativa, a exposição pretende despertar a compreensão de fenômenos científicos através da arte. A mostra vai tratar de temas como Doença de Chagas, Magnetismo, Ilusão de Óptica, Transferência de Energia, Esquistossomose, Adição e Dispersão de Cores, entre outros.

(Com informações de Ferraz Jr e Rosemeire Soares Talamone, da Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail