Faleceu ontem o vice-diretor do IFUSP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O professor e vice-diretor do Instituto de Física da USP (IFUSP), Hercilio Rodolfo Rechenberg, faleceu ontem, dia 26/07, em Budapeste, na Hungria, onde participava de um congresso científico.

Rechenberg, que tinha 68 anos, atuava na área de física da matéria condensada com ênfase em materiais magnéticos e propriedades magnéticas, trabalhando em especial com temas como espectroscopia Mössbauer, nanopartículas, ferritas, vidros de spins e sistemas frustrados.

O cientista era coordenador do Projeto Temático “Materiais Magnéticos Avançados e Novas Técnicas de Caracterização”, apoiado pela Fapesp, com conclusão prevista para 2011. Entre 2005 e 2008, foi membro pesquisador do Instituto do Milênio de Fluidos Complexos.

No IF, trabalhava no Laboratório de Física do Estado Sólido e Baixas Temperaturas (LESBT), onde ingressou como bolsista em 1964, ano em que se formou em Física na USP.

O cientista concluiu seu mestrado na USP em 1968 e doutorou-se em 1973 na Université Scientifique et Médicale de Grenoble, na França. Orientado por Daniel Dautreppe, teve, em sua banca de tese, a participação de um dos nomes mais importantes da história do magnetismo: Louis Néel.

Atuando sempre na área de magnetismo, Rechenberg voltou ao Brasil em 1973, após o doutorado na França, sendo então contratado definitivamente pela USP para atuar no LESBT. Segundo Oliveira Junior, “implantou técnicas novas, montou laboratórios, culminando seu pioneirismo com a técnica de Mössbauer em altos campos magnéticos. Em tudo o que trabalhou, manteve-se na fronteira”.

Rechenberg tornou-se livre-docente em 1980, orientou oito mestrados e sete doutorados, publicou três livros e mais de 130 artigos científicos em revistas internacionais.

(com informações da Agência Fapesp)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail