Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) celebra centenário de Vilanova Artigas

Entre os dias 20 e 23 de outubro, a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) promoveu o evento “Centenário Artigas”, para lembrar os cem anos de João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), considerado um dos maiores arquitetos do Brasil.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
994X1879
A mesa de abertura foi formada pela professora Maria Cristina da Silva Leme; o vice-diretor da FAU, Ricardo Marques de Azevedo; o reitor Marco Antonio Zago e o superintendente de Gestão Ambiental, Marcelo de Andrade Roméro

Entre os dias 20 e 23 de outubro, a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) promoveu o evento “Centenário Artigas”, para lembrar os cem anos de João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), considerado um dos maiores arquitetos do Brasil.

Nascido em Curitiba (PR) em junho de 1915, Artigas se formou na Escola Politécnica. Em 1948, foi um dos fundadores da FAU, instalada em um prédio projetado por ele e considerado um marco da arquitetura modernista brasileira. Ligado ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), Artigas foi demitido da FAU em 1969, em razão do Ato Institucional número 5, baixado pela ditadura militar (1964-1985). Representante da chamada escola paulista ou escola brutalista de São Paulo, voltou em 1979 à FAU, onde obteve o cargo de professor titular em 1985, ano da sua morte.

Na cerimônia de abertura, o vice-diretor da Unidade, Ricardo Marques de Azevedo, homenageou os professores Marcelo de Andrade Roméro e Maria Cristina da Silva Leme, respectivamente, diretor e vice-diretora da FAU no período de 2010 a 2014, que deram continuidade às obras de recuperação física do prédio da Faculdade. O reitor Marco Antonio Zago também participou da homenagem.

O evento contou com debates sobre os temas que ocuparam o arquiteto durante sua carreira e discussões sobre suas criações, como “A função social do arquiteto”, “Arquitetura moderna na América Latina” e “Artigas e a cidade brasileira”.

Além dos debates, foi exibido o documentário biográfico Vilanova Artigas – O Arquiteto e a Luz, dirigido por Laura Artigas, neta do arquiteto, e Pedro Gorski, e promovida uma mesa-redonda, com a presença de Rosa Artigas, filha de Artigas, com o tema “Acervo de Documentos de João Batista Vilanova Artigas”.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail