Exposição e livro marcam o fim das comemorações dos 80 anos da USP

As comissões Coordenadora e Executiva, responsáveis pelo planejamento, coordenação e execução dos eventos encerram suas atividades.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

As comissões Coordenadora e Executiva responsáveis pelos eventos encerram suas atividades, com a edição do livro “USP 80 Anos” e a exposição “Olhares cruzados nos Museus da USP – Identidades diversas” 

A reunião realizada no dia 23 de janeiro marcou o encerramento das atividades da Comissão Coordenadora e da Comissão Executiva das Comemorações dos 80 Anos da USP

Organizado pelo ex-reitor e presidente da Comissão Coordenadora, José Goldemberg, o livro é uma das principais ações comemorativas dos 80 anos e faz um balanço da contribuição da Universidade para o avanço da ciência e da educação e para o desenvolvimento de políticas públicas no país.

Além de depoimentos de todos os diretores de unidades de Ensino e Pesquisa, museus e institutos especializados, o texto de introdução “USP 80 Anos: Contribuições para Ciência e Políticas Públicas”, assinado por Goldemberg faz uma análise crítica sobre a história da Universidade, sua produção científica e sua importância em relação a outras universidades. “No seu desenvolvimento, a USP ganhou vida própria, seguindo um caminho diferente daquele que, possivelmente, teria imaginado os seus fundadores. A Universidade ocupou um papel diferenciador, fundamental para o desenvolvimento da pesquisa no Brasil”, explicou Goldemberg.

No apêndice, o texto “DataUSP-PosGrad: um conjunto de serviços analíticos para apoio à tomada de decisão da PRPG da USP”, apresenta uma interessante análise sobre o destino dos graduados pela USP e sua contribuição para o corpo docente de muitas outras universidades do país.

Uma cópia da versão preliminar do livro “USP 80 Anos” foi entregue a cada um dos membros das comissões Coordenadora e Executiva das comemorações dos 80 anos, durante a reunião realizada no dia 23 de janeiro que marcou o encerramento das atividades das duas comissões. O livro deverá ser publicado pela Edusp já nos próximos meses.

Programação

Entre as dezenas de atividades que integraram a programação dos 80 Anos, algumas mereceram destaque como a série de concertos “Música na USP 80 Anos” – que foi encerrada com uma grande apresentação da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e do CoralUSP na Sala São Paulo, no dia 14 de dezembro de 2014 – e o ciclo de seminários “USP e a Sociedade”, que reuniu grandes nomes como Glaucius Oliva, Fernando Henrique Cardoso e Celso Lafer para discutir as contribuições da Universidade à sociedade.

Uma das últimas atividades da programação, a exposição “Olhares cruzados nos Museus da USP – Identidades diversas” fica em cartaz até o dia 14 de junho e reúne os acervos dos quatro museus da USP – Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE), Museu de Arte Contemporânea (MAC); Museu Paulista; e o Museu de Zoologia –conduzidos sob uma ideia de Identidade/Diversidade.

Na abertura da mostra, que aconteceu no dia 22 de janeiro, Goldemberg ressaltou que “esta exposição é importante para mostrar o que os museus têm de melhor” e o reitor Marco Antonio Zago, lembrou que os museus da USP têm um papel importante dentro do relacionamento da Universidade com a sociedade.

Legado das atividades

Embora as atividades das comemorações tenham chegado ao fim, algumas iniciativas ainda terão continuidade. Um exemplo é uma reunião com a participação de reitores de outras grandes universidades do mundo – com as de Toronto, de Pequim e do México –, para comparar experiências e discutir governança. O evento deve acontecer no segundo semestre deste ano.

Também terão continuidade as reuniões com os novos docentes, realizadas de forma experimental neste ano, mas que devem ganhar força daqui adiante.

Outra iniciativa que surgiu durante as comemorações dos 80 anos, mas que deve ter um caráter mais permanente, é a implantação de um Fórum de Servidores, cujo modelo deve ser formatado de forma a permitir que as discussões cheguem mais facilmente à Reitoria.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados