Encontro avalia resultados e planeja o futuro da Universidade

A sétima edição do Encontro de Avaliação Institucional reunirá diretores, chefes de departamentos e dirigentes da Universidade, para finalizar o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e iniciar os preparativos para o novo ciclo de avaliação.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Os dirigentes terão a oportunidade de incorporar sugestões à versão final do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) para o período de 2012 a 2017, além de iniciar o novo ciclo de avaliação institucional da USP

Na próxima quinta-feira, dia 16 de agosto, a Comissão Permanente de Avaliação (CPA) realizará o VII Encontro de Avaliação Institucional, no auditório FEA-5 da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). O encontro reunirá diretores, chefes de departamentos e dirigentes da Universidade, além de especialistas em avaliação e planejamento convidados para falar de suas experiências.

No encontro do ano passado, a CPA apresentou a versão ainda preliminar do PDI e convidou os dirigentes a apresentarem suas sugestões

Adotando o mesmo formato de edições anteriores, o encontro tem dois objetivos principais: prestar contas das atividades executadas pela CPA, apresentando os resultados obtidos, e propor novas ações. O destaque deste ano é a divulgação da versão mais recente do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), elaborado pela CPA, em parceria com as Pró-Reitorias, Vice-Reitorias e demais dirigentes da Universidade. Os participantes do encontro ainda terão até o final desse mês para enviar sugestões que poderão ser incorporadas ao texto, antes que o documento seja finalizado.

O PDI é um documento solicitado pelo Ministério da Educação, que contém a definição da missão da Instituição de Ensino Superior, suas metas para o período de cinco anos e as estratégias que deverão ser adotadas para alcançar os objetivos. O PDI deve apresentar um cronograma e uma relação com os principais indicadores de desempenho, de maneira a possibilitar o acompanhamento do plano e a sua avaliação. É a primeira vez que a USP elabora um PDI e, de acordo o vice-reitor e presidente da CPA, Hélio Nogueira da Cruz, “esse é um documento que contribui muito para a discussão do futuro da Universidade, já que consolida as metas para o período de 2012 a 2017, estabelecendo, inclusive, valores quantitativos”.

Ciclos de Avaliação Institucional

Cumprindo o segundo objetivo do encontro, que é o de propor novas ações, a CPA dá início a um novo ciclo de avaliação institucional e inicia os preparativos para o trabalho que será desenvolvido a partir do ano que vem. A Comissão abrirá a discussão sobre os formulários utilizados para avaliar Unidades e departamentos e apoiará as Unidades que desejem reformular suas metas e seus métodos de avaliação.

Segundo o vice-reitor, a consolidação de uma cultura de avaliação na USP é importante por fornecer subsídios para o planejamento em longo prazo da instituição, definindo como será a Universidade do futuro e quais as medidas que deverão ser tomadas para a concretização desse ideal. “O Plano Plurianual do Estado de São Paulo estabelece metas, define as demandas da sociedade e orienta as ações do Governo. Sem perder sua autonomia, a USP está se alinhando a esse documento, no sentido de trabalhar junto, procurando se adequar às demandas da sociedade paulista, que subsidia o orçamento do Estado. Essa é uma forma de prestar contas, de priorizar a transparência e de se adequar às demandas da sociedade paulista”, conclui.

O encontro também terá palestras de especialistas como o docente da FEA Carlos Antonio Luque, que abordará o tema “Desafios de Financiamento das Universidades Estaduais Paulistas” e a pesquisadora do Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas (Nupps), Elizabeth Balbachevsky, que falará sobre a “Governança universitária em questão: panorama das tendências internacionais recentes”.

Participará do encontro também o presidente da Red Internacional de Evaluadores (RIEV), Jorge Gonzáles Gonzáles, que ministrará a palestra “Evaluación-Planeación como Instrumento para el Mejoramiento Permanente de la Educación Superior”.

Comissão Permanente de Avaliação (CPA)

Criada em 1992, vinculada à Vice-Reitoria, a Comissão Permanente de Avaliação (CPA) surgiu com o objetivo de planejar, acompanhar e avaliar o desenvolvimento das atividades acadêmicas da Universidade. A CPA conduziu o primeiro ciclo de avaliação institucional da USP, entre 1992 e 1999, avaliando Unidades de Ensino e seus departamentos e contando, inclusive, com o parecer de avaliadores externos.

Quando a CPA iniciava os preparativos para o segundo ciclo de avaliação, o Conselho Estadual de Educação determinou que todas as universidades do Estado de São Paulo criassem sistemas e ferramentas para avaliação permanente e elaborassem um relatório geral de execução a cada cinco anos, com os resultados obtidos. A CPA se adequou a essa determinação e, desde então, tem alinhando o trabalho de avaliação que já vinha sendo desenvolvido às novas exigências do Conselho.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados