Em São Carlos, reitor anuncia verba para Centro de Convenções

O reitor João Grandino Rodas, inaugurou nesta sexta-feira, dia 1º, prédios do curso de Engenharia Aeronáutica e empossou o novo diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), José Carlos Maldonado.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O reitor João Grandino Rodas, inaugurou nesta sexta-feira, dia 1º, prédios do curso de Engenharia Aeronáutica e empossou o novo diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), José Carlos Maldonado. Durante a visita, o reitor anunciou o repasse de recursos no montante de R$ 9,5 milhões para a conclusão do Centro de Convenções da USP São Carlos, cuja obra já teve início no Campus 2.

A obra do Centro de Convenções está na fase de estaqueamento e, ainda neste mês, deve ser licitado o projeto executivo

A verba será somada aos R$ 3,5 milhões, já destinados por meio de emendas parlamentares do deputado Federal Lobbe Neto, e aos outros R$ 2 milhões, repassados pela gestão anterior da Reitoria da Universidade.

“Considero que, dentro da atual gestão da universidade que procura ‘premiar’ aqueles que fazem, aqueles que fazem bem e com rapidez, eu poderia dizer que, neste momento, São Carlos está dentro desta proposta.  É justamente por isso, que está havendo a liberação dessas obras, que são de montantes altos”, afirmou o reitor.

O Centro de Convenções terá uma área de cerca de 5.500 metros quadrados, com auditório principal para 1.000 pessoas; oito salas modulares com capacidade para 85 pessoas; foyer para exposição com cerca de 800 metros quadrados e salas de apoio técnico (administração, operacional, vestiário, copa, sanitários, etc.).

No momento, a obra está na fase de estaqueamento e, ainda neste mês, deve ser licitado o projeto executivo. A previsão é que o Centro de Convenções esteja pronto em 2013.

Ainda para o Campus 2, o reitor também anunciou o repasse de R$ 1,5 milhão para a construção do 5º bloco do prédio de Engenharia Ambiental e também R$ 500 mil para a execução de uma praça que vai interligar o Conjunto Didático à Biblioteca Central.

Prédios da Engenharia Aeronáutica

A diretora da EESC, Maria do Carmo Calijuri, durante inauguração no campus 2

Durante a inauguração da ampliação do hangar II e do edifício administrativo da Engenharia Aeronáutica, a diretora da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), Maria do Carmo Calijuri, evidenciou a representatividade do curso. “A Engenharia Aeronáutica, cujo projeto político-pedagógico foi elaborado em 2001, continua atual, e objetiva formar engenheiros capazes de manter o Brasil como um dos poucos países no mundo a conceber, projetar, construir e certificar uma aeronave comercial. Para isso, temos recebido da sociedade brasileira excelentes alunos. O curso tem sido, desde seu primeiro vestibular, o mais procurado na área de exatas e com notas de corte sempre entre as maiores”.

A diretora ainda citou que a EESC mantém convênios de estágio com a EADS, a maior empresa aeroespacial da Europa, e que é responsável por 80% dos engenheiros aeronáuticos empregados pela Embraer.  “Acreditamos que, muito breve, aqui teremos de fato o Departamento de Engenharia Aeronáutica, com toda infraestrutura para um curso de graduação com destaque nacional e internacional, e avanços significativos na pesquisa e inovação tecnológica”, concluiu.

O hangar II  abriga o Laboratório de Aerodinâmica (com os Túneis de Vento didático de graduação e Laboratório MHD e Propulsão) e  a equipe Aerodesign, tri-campeã mundial,  que concebe, projeta, fabrica e testa pequenas aeronaves  cargueiras dentro de regras pré-estabelecidas. Já o prédio administrativo é composto por três andares, com anfiteatro, sala de convenções, secretarias administrativa, acadêmica e financeira e salas de professores, alunos de pós-graduação e iniciação científica.

Posse no ICMC

(da esq. p/ dir.) O diretor do ICMC, José Carlos Maldonado, o reitor João Grandino Rodas e o vice-reitor Hélio Nogueira da Cruz

Durante a cerimônia de posse, o novo diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), José Carlos Maldonado, destacou o crescimento da Unidade.  “O ICMC respondeu decisivamente às demandas sociais. Comparado com o ano 2000, o número de alunos de graduação triplicou e o de alunos de pós-graduação aumentou 75%”.

Maldonado, que iniciou a carreira acadêmica há 37 anos, como aluno de Engenharia Elétrica (EESC), também falou dos desafios da sua gestão. “O que se conquistou hoje é base de atuação para as próximas décadas. Temos recursos humanos para contribuir significativamente para o avanço social. Nossas áreas de competência e atuação, a meu ver, constituem base para o avanço tecnológico e de outras ciências. Temos uma grande responsabilidade com o conhecimento no país, e porque não dizer, na América Latina”.

Segundo ele, também será estabelecido um projeto com foco em 2021, quando o ICMC compeltará 50 anos de criação.

Hoje o ICMC tem aproximadamente 1400 alunos de graduação em sete cursos (dois interunidades),  400 alunos de mestrado e doutorado matriculados nos programas de pós-graduação em matemática e em ciências de computação e (ambos com conceito 7 na Capes),  134 docentes e 106 funcionários técnico-administrativos.

(Com informações de Edmilson Luchesi, da Assessoria de Comunicação da Coordenadoria do Campus de São Carlos / Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados