Documentário sobre o nascimento da USP recorda sua origem e princípios

No dia 27 de janeiro, aconteceu a apresentação pública do documentário “O nascimento da USP”, na Tenda Cultural Ortega Y Gasset, na Cidade Universitária.
Frase que ilustra o documentário sobre o nascimento e criação da USP.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
O reitor Marco Antonio Zago; a pró-reitora pro tempore de Cultura e Extensão Universitária, Maria Arminda do Nascimento Arruda; e o vice-reitor Vahan Agopyan, na exibição pública do documentário

“A apresentação deste documentário marca, ao mesmo tempo, a celebração dos 80 anos da USP [completados no dia 25 de janeiro], o início da nova gestão reitoral e serve para relembrar a missão da Universidade quando da sua fundação”, destacou a pró-reitora pro tempore de Cultura e Extensão Universitária, Maria Arminda do Nascimento Arruda, na ocasião da apresentação pública do documentário “O nascimento da USP”, exibido no final da tarde do dia 27 de janeiro, na Tenda Cultural Ortega Y Gasset, que está instalada na Cidade Universitária, entre a Praça do Relógio e a Rua do Anfiteatro.

Esta exibição também foi o primeiro evento que contou com a presença do novo reitor e vice-reitor da Universidade, respectivamente, Marco Antonio Zago e Vahan Agopyan, empossados ao cargo no dia 25 de janeiro.

“Esperamos e estamos confiantes que nossa gestão será exitosa [se referindo a ele e ao novo vice-reitor]. Mas, sempre é importante nos recordar da origem da nossa Universidade e dos seus princípios para continuar a obter êxito”, ressaltou o reitor Marco Antonio Zago.

O crítico literário Antonio Candido, professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), um dos depoentes do documentário e, abaixo, imagem de uma frase que aparece no documentário sobre o significado de Universidade

Este documentário, produzido pela TV Cultura e Univesp TV e lançado em 2009, que tem duração de 60 minutos, acompanha os fatos que antecederam e marcaram a criação da Universidade em 1934 – como a crise de 1929, a Revolução de 1930 e a Revolução Constitucionalista de 1932.

Com narração da atriz Esther Góes e do ator Antônio Abujamra, o vídeo aborda também a relação entre o desenvolvimento do Estado de São Paulo e a criação da USP que, de acordo com o depoimento de José Sebastião Witter, remonta ao ano de 1917, mostrando os esforços para consolidá-la, em seus primeiros anos, assim como a vinda dos professores estrangeiros que deram aula nos primeiros anos de funcionamento da Universidade.

Para contar a história da Universidade, o documentário traz preciosos e raros depoimentos de alunos e professores das primeiras turmas que participaram deste período histórico como Fernando Azevedo, Lévi-Strauss, Pierre Mombeig, Antonio Candido, Eurípedes Simões de Paula, Paschoal Senise, Crodowaldo Pavan, Aziz Ab’Saber, Aimee Dumas, Domingos Lerário; além de pesquisadores e intelectuais que se dedicaram a refletir sobre este momento inicial como Beatriz Fetizón, Carlos Guilherme Mota, Diana Vidal, Fernando Henrique Cardoso, Fernando Limongi, Gilda Ilda Fleury, José Arthur Giannotti, José Sebastião Witter, Oliveiros Ferreira.

Clique aqui para assistir ao documentário na íntegra.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados