Comitiva colombiana visita USP para discutir cooperação

Na última terça-feira, dia 12 de março, a USP recebeu a visita de representantes de diversas instituições de ensino e pesquisa da Colômbia. O objetivo do encontro foi discutir a cooperação acadêmica entre os dois países e incentivar o desenvolvimento de parcerias e convênios.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Na última terça-feira, dia 12 de março, a USP recebeu a visita de uma comitiva composta por mais de 50 representantes de diversas instituições de ensino e pesquisa da Colômbia. O objetivo do encontro foi discutir a cooperação acadêmica entre os dois países e incentivar o desenvolvimento de parcerias e convênios.

O objetivo da visita é ampliar o intercâmbio de alunos e pesquisadores e intensificar a cooperação entre os dois países.

A visita à Universidade faz parte de uma estratégia do governo colombiano para promover a internacionalização da educação superior do país. De acordo com o diretor do Ministério da Educação da Colômbia, Maximiliano Gómez, “As universidades colombianas estão muito entusiasmadas em conhecer a mais importante universidade latino americana. É muito importante para a Colômbia estreitar os laços com a USP, iniciar projetos e parcerias e aproveitar a experiência da Universidade para fomentar a internacionalização das instituições colombianas”. Além da USP, a comitiva também participou de encontros com outras universidades paulistas como a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Como lembrou o assessor da Vice-Reitoria Executiva de Relações Internacionais (VRERI), Claudio Possani, a procura crescente dos alunos colombianos por um ensino internacionalizado é notável e, hoje, eles já são a maior população de alunos estrangeiros visitando a USP.

O professor da Faculdade de Medicina, Paulo Saldiva, ministrou uma palestra sobre a importância do conhecimento produzido pela Universidade, sobre a inserção da USP na sociedade brasileira e sobre a necessidade de definir um projeto para que as parcerias entre as instituições de pesquisa se desenvolvam. “Nenhuma universidade consegue fazer uma pesquisa sozinha. Há a necessidade de desenvolver parcerias, trocar informações e conhecimentos de diferentes partes do mundo. Nós, da América Latina, podemos, ao mesmo tempo, produzir ciência de qualidade e ajudar na solução de problemas que existem em nossos países como a violência, o impacto das drogas, etc., já que as populações para a pesquisa estão aqui”, ressaltou Saldiva.

Os visitantes também participaram do Programa Giro Cultural da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, pelo qual tiveram a oportunidade de fazer um passeio pela Cidade Universitária.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados