Comissão de Direitos Humanos da USP premia destaques da área

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A reitora da USP, Suely Vilela, entrega prêmio a José Éden Pereira Magalhães, representante do Conselho Missionário Indigenista (Crédito da foto: Francisco Emolo)No dia 10 de dezembro, a Comissão de Direitos Humanos da USP promoveu a outorga do 9º Prêmio USP de Direitos Humanos, como marco do encerramento do Congresso Nacional de Celebração dos 60 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promovido nos dias 8, 9 e 10 de dezembro, e que reuniu especialistas e pesquisadores na área.O prêmio tem como principal objetivo identificar e distinguir pessoas e instituições que, através de suas atividades exemplares, contribuíram para a difusão e divulgação dos direitos humanos no Brasil. A cerimônia foi realizada no  Salão Nobre da Faculdade de Direito.O vencedor deste ano, na categoria individual, foi o jurista Antonio Augusto Cançado Trindade e, na categoria institucional, o Conselho Indigenista Missionário, presidido por Dom Erwin Kräuter, bispo da Prelazia do Xingu, no Pará. Foram agraciados com menções honrosas, na categoria individual, o professor emérito da UNESP, William Saad Hossne, e na categoria institucional, a Obra Social Nossa Senhora da Glória – Fazenda da Esperança, fundada e presidida pelo Frei Hans Stapel.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail