Cidade Universitária inaugura base operacional do Samu

Com 189 m2, a base funcionará 24h por dia, ininterruptamente, e abrigará uma ambulância de suporte avançado com médico, uma ambulância de suporte básico e duas motos.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Com 189 metros quadrados, a base funcionará 24 horas por dia, ininterruptamente, e abrigará uma ambulância de suporte avançado com médico, uma ambulância de suporte básico e duas motos.

No dia 29 de maio, a USP inaugurou uma base operacional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”. Com a instalação da base, as equipes do Samu, responsáveis pelo atendimento de urgência e transferência de pacientes, trabalharão de maneira mais integrada com o corpo clínico do Hospital Universitário (HU).

O superintendente do Hospital Universitário, Waldyr Antonio Jorge (de terno), e a equipe do Samu. Equipes de 5 a 8 pessoas se revezarão na base para garantir o atendimento ininterrupto à região do Butantã

Como explica o superintendente do Hospital Universitário, Waldyr Antonio Jorge, “no decorrer dos últimos anos, o HU passou a ser uma referência e começou a receber pacientes não apenas da região do Butantã como também de outras áreas da cidade. A parceria com o Samu deve melhorar o entrosamento entre esse serviço e o Hospital, organizando, readequando e otimizando o nosso atendimento, de maneira a manter e a aprimorar a qualidade”.

A localização na Cidade Universitária possibilitará um serviço de atendimento médico de urgência mais ágil e organizado, não apenas no campus, mas também em seu entorno. “Com esse convênio, a USP está garantindo o atendimento de urgência não apenas para as 100 mil pessoas que circulam na Cidade Universitária diariamente, mas também para o seu entorno, já que toda a comunidade da região do Butantã será beneficiada, com ações mais rápidas, feitas a partir daqui”, ressalta o vice-prefeito do Campus da Capital, Tércio Ambrizzi.

Situada na Rua do Matão, próximo ao Clube da Universidade, a base já está disponível para a instalação das equipes. Segundo o Samu, a previsão é que ela comece a funcionar a partir da segunda quinzena de junho.

É importante ressaltar que a base é apenas operacional e não realizará atendimentos no local. Na Cidade Universitária, o chamado poderá ser feito pela Central de Operações da Guarda Universitária, por meio dos telefones (11) 3091-3222/4222, e as remoções continuarão sendo feitas para o Hospital Universitário.

Convênio USP e Samu

A base operacional do Samu na Cidade Universitária é um dos itens estabelecidos pelo convênio assinado no mesmo dia entre a USP – representada pelo Hospital Universitário (HU), Prefeitura do Campus da Capital (PUSP-C), Superintendência de Segurança e Superintendência de Assistência Social (SAS) – e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, da Secretaria Municipal de Saúde.

Além da base operacional, o convênio assinado entre a USP e o Samu também estabelece a realização de cursos de primeiros socorros para a equipe da Guarda Universitária

Além da base, o convênio também estabelece a realização de cursos de noções básicas de primeiros socorros, com o objetivo de capacitar a Guarda Universitária para realizar o primeiro atendimento, enquanto espera a chegada da equipe do Samu. Como explica o superintendente de Prevenção e Proteção Universitária, José Antonio Visintin, “o treinamento dos agentes da Superintendência de Segurança já está em andamento e a expectativa é que, até julho, todos os agentes da capital – incluindo Quadrilátero da Saúde/Direito e Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) – tenham passado pelo curso, incluindo a equipe administrativa”.

O convênio também prevê e estimula a participação de estudantes na iniciação científica, em estágios, em trabalhos de conclusão de curso, em atividades de disciplinas regulares e em projetos de pesquisa de Pós-Graduação.

“A inauguração desse equipamento é fundamental para proporcionar segurança a uma comunidade muito importante para a cidade de São Paulo, que é a comunidade acadêmica. A nova base possibilitará um tempo de resposta melhor, não só na Cidade Universitária, mas em toda a região, tornando nossa ação cada vez mais efetiva. Além disso, por causa da interface com o Hospital Universitário, temos a oportunidade de criar um ambiente propício para o desenvolvimento das atividades tanto do Samu quanto do atendimento de urgência da cidade”, afirmou o coordenador do Sistema Municipal de Atendimento Emergencial, Marcelo Itiro Takano.

O convênio tem vigência de dois anos, com possibilidade de renovação por igual período.

(Foto: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados