Cedir recebe visita de alunos da Boston University

22 alunos de MBA na área de sustentabilidade visitaram o Centro, que é referência em tratamento de lixo eletrônico.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Centro é referência em tratamento de lixo eletrônico

"Os desafios do Lixo Eletrônico", foi uma das palestras ministradas aos visitantes

No dia 11 de Janeiro, 22 alunos de MBA na área de sustentabilidade da Boston University, dos Estados Unidos, visitaram o Centro de Descarte e Reuso de Resíduos de Informática (Cedir) do Centro de Computação Eletrônica (CCE) da USP.

Estes alunos, coordenados pela professora Kristen Mccormack, chegaram ao país na primeira semana de janeiro, e vão ficar até o dia 19, para conhecer o trabalho de diversas empresas do mercado brasileiro que atuam na área de sustentabilidade, procurando entender como o Brasil trabalha esta questão. E, entre estas empresas também escolheram o Cedir, como centro de referência em tratamento de lixo eletrônico.

Neste Centro, além de visitarem o galpão de 400 m² onde ele está instalado, assistiram duas palestras: “Os desafios do Lixo Eletrônico”, ministrada pela professora Tereza Cristina Melo de Brito Carvalho, coordenadora geral do Cedir e do Laboratório de Sustentabilidade em Tecnologia da Informação e Comunicação (LASSU) do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica (Poli), e “Comunicação da sustentabilidade”, ministrada pela empresa EdelmanSignifica.

Também estiveram presentes alunos de MBA do Massachussets Institute of Technology (MIT) e do MBA do LASSU. Pois, “um dos objetivos do encontro foi discutir o tema sustentabilidade de maneira mais ampla entre alunos de MBA de três escolas diferentes”, conta a professora Tereza Cristina, ressaltando que o Cedir recebe visitas – pelo menos uma vez por mês – de escolas, faculdades, instituições e empresas para conhecer o espaço e o trabalho realizado pelo Centro.

Cedir: dois anos, 15 mil equipamentos e mais de 188 toneladas

O Cedir foi inaugurado em 17 de dezembro de 2009, priorizando nos primeiros meses de operação o tratamento de lixo eletrônico da própria Universidade e, passando a partir de 1º de abril de 2010, a receber também peças e equipamentos de informática e eletroeletrônicos obsoletos da população.

Materiais e equipamentos coletados no galpão do Cedir

Desde então, o Centro recebeu 15 mil equipamentos descartados pela comunidade uspiana e por pessoas físicas de fora da Universidade – representa 25% de todo o material coletado – (como CPUs, impressoras, monitores, no break, notebooks, scanners, telefones, roteadores, rádios, aparelhos de televisão, DVDs, teclados, mouses, caixas de som, etc), o que corresponde em peso, a mais de 188 toneladas. Um computador completo, por exemplo, pesa cerca de 10 quilos.

Além de receber o lixo eletrônico, evitando assim que ele seja despejado em qualquer lugar e que o material tóxico, presente em muitos materiais, contamine a natureza (o chumbo, por exemplo, pode afetar o sistema nervoso e os rins), os técnicos do Cedir verificam se os equipamentos podem ser reutilizados, os reformam e emprestam para projetos sociais – mais de 619 materiais foram encaminhados para escolas públicas, Organização Não Governamentais (ONGs).


(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados