Camelô é tema de livro lançado pela EDUSP em Jornada de Estudos Interdisciplinares da ECA e da FFLCH

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Será lançado,

em São Paulo, no dia 21 de maio, às 10h, o livro O Camelô: Figura Emblemática da Comunicação, de Jean-Yves Mollier, com tradução de Fátima Murad, publicado pela EDUSP. O lançamento ocorrerá após a palestra do autor durante a Jornada de Estudos Interdisciplinares, organizada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) e pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da USP. No livro, Mollier segue passo a passo esses vendedores ambulantes no coração das cidades de ontem e de hoje, e propõe uma nova leitura de um momento crucial da nossa história política. O camelô, personagem familiar das grandes cidades nos anos 1870 a 1914, é, ao mesmo tempo, herdeiro dos mascates do campo de outrora e filho da modernidade que começa a transformar a França. Ele está presente ainda hoje nos mercados da África e da América do Sul, às vezes também em cidades européias. O autor é professor de história contemporânea e diretor do Centro de História Contemporânea da Université de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines, na França. Publicou vários livros consagrados à Terceira República, ao escândalo do Panamá, ao universo da edição e à aprendizagem da leitura na Europa.A Jornada de Estudos Interdisciplinares tem como tema os Meios de Comunicação e Representações da Leitura (Séculos XIX e XX). Pela manhã, o título da palestra é O Camelô, figura emblemática na comunicação entre os homens, com a participação de Mollier, falando do seu livro, e das professoras Jerusa Pires Ferreira, da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), como debatedora; e Marisa Midori Deaecto (ECA), como mediadora, no auditório Freitas Nobre, do Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA. À tarde, às 17h30, a Jornada continua na Sala de Vídeo do Departamento de História da FFLCH, com a palestra  Images of Latin America in Early 19th-Century British Reviews, realizada pela professora Diana Cooper-Richet da Université de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines, da França; na qual terá as professoras da FFLCH, Sandra Guardini T. Vasconcelos, como debatedora, e Gabriela Pellegrino Soares, na mediação.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail