Bem vindos ao segundo semestre de 2014

Aos estudantes da Universidade de São Paulo, quero dar-lhes as boas vindas neste início do segundo semestre letivo e aproveitar este momento para divulgar algumas das iniciativas da Universidade, que miram reafirmá-la como a maior e mais vigorosa da América Latina.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Aos estudantes da Universidade de São Paulo,

Quero dar-lhes as boas vindas neste início do segundo semestre letivo e aproveitar este momento para divulgar algumas das iniciativas da Universidade, que miram reafirmá-la como a maior e mais vigorosa da América Latina. Há 80 anos, a USP é exemplo de instituição pública que formou e continuará formando cidadãos provenientes das mais diversas regiões e origens.

Antes de tudo, temos que comemorar, pois começamos o semestre sob a égide de uma excelente notícia: a volta da EACH ao campus da USP Leste. São cerca de 4.500 estudantes de graduação, além de alunos de pós-graduação, docentes e servidores, que retornam à sua casa. É apenas o começo de uma longa jornada para restaurar os padrões de respeito ao meio ambiente, do qual temos obrigação de ser exemplo, como universidade pública.

Orientada no sentido de aprofundar as conquistas que asseguram, há décadas, o acesso de milhares de estudantes gratuitamente ao melhor ensino superior oferecido no país, a Reitoria enfrenta os desafios de contornar uma séria crise financeira, sem descuidar de inovar e implantar propostas novas, com o objetivo de aprimorar a formação de nosso corpo discente.

As Pró-Reitorias e a Superintendência de Assistência Social (SAS) têm proporcionado, a mais de 6.500 alunos, acesso a diferentes modalidades de bolsas, que permitem sua manutenção na Universidade e consolidam as políticas de permanência estudantil. Necessário ressaltar que, apesar das dificuldades financeiras enfrentadas pela USP, o Conselho Universitário aprovou proposta do reitor de manter os recursos para os programas de permanência estudantil. De fato, vou trabalhar para expandi-los. Vale enumerá-las, dada sua abrangência:

Bolsas / Apoios:

  • Moradia / vaga
  • Moradia / auxílio financeiro: bolsa mensal
  • Auxílio transporte (mensal)
  • Bolsa alimentação (período letivo)
  • Bolsa livros (mensal)
  • Bolsa Aprender com Cultura e Extensão (mensal)
  • Bolsa Ensinar com Pesquisa (mensal)
  • Bolsa Estímulo ao Ensino de Graduação (mensal)
  • Bolsa de Iniciação Científica (mensal)
  • Bolsa da Escola Politécnica (em parceria com a Associação de Engenheiros Politécnicos / mensal)
  • Bolsa Afinal (para alunos da Faculdade de Medicina)
  • Bolsas de Intercâmbio Internacional

Mas são necessários mais projetos com ênfase nos estudantes de Graduação e, por esta razão, estamos implantando iniciativas que focam, por exemplo, o ensino de língua inglesa, o projeto Rugby USP e a Taça USP, estes dois últimos em conjunto com a Liga Atlética da USP (LAAUSP).

Com a mesma intenção, voltamos nossas atenções e energia para o vestibular, aumentamos os bônus para inclusão social já em 2014 e iniciaremos, a partir deste semestre, a discussão sobre os mecanismos alternativos de ingresso na Universidade. Uma instituição pública como a USP, em um país como o Brasil, precisa acolher mais estudantes que, sem ações planejadas, não teriam oportunidade de cursar esta que é uma referência não só no ensino, mas em pesquisa, cultura e extensão.

Nossa Pós-Graduação é a maior do Brasil: temos, hoje, 25.460 alunos (11.624 de Mestrado e 13.836 de Doutorado), matriculados em 257 programas credenciados pela Capes. Os programas da USP representam 7% dos programas de pós-graduação do país e correspondem a 33% entre aqueles que recebem a melhor avaliação e que são considerados de excelência internacional. As melhores teses defendidas na USP recebem, anualmente, o prêmio “Tese Destaque USP”, já em sua terceira edição.

Mais de 70% dos pós-graduandos recebem bolsas das agências de fomento federais (CNPq e Capes) e estadual (Fapesp) e de outras instituições. Além disso, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação concede bolsas PAE – Programa de Aperfeiçoamento de Ensino, que permitem a mestrandos e doutorandos participarem, sob a supervisão de docentes, de atividades de ensino na Graduação, aprimorando a sua formação didática. Em 2014, com recursos da Capes, iniciamos a publicação de artigos e livros de autoria de alunos de pós-graduação, fortalecendo a divulgação e a visibilidade da produção científica.

Convicto de que somos uma instituição pública que deve ser cada vez mais acessível a todos, não descuidamos em oferecer atenção aos alunos em diferentes âmbitos. Assim, mossas instalações permitem, de um lado, manter bibliotecas com acervos valiosíssimos, mas também serviços que são fundamentais para nosso corpo discente, como os restaurantes.

Mas, nossa Universidade tem, ainda, o privilégio de ser um polo importantíssimo na vida cultural de São Paulo. Ela abriga quatro museus, uma orquestra sinfônica profissional, uma orquestra de câmara e um coro formado exclusivamente por alunos, além de diferentes grupos corais constituídos por professores, alunos e funcionários, que se apresentam regularmente, ao lado de variadíssima programação de artes visuais, teatro e cinema, sempre acessível a toda a comunidade acadêmica. Creio que é chegada a hora de que os estudantes promovam uma vida cultural muito mais intensa, contando com apoio irrestrito da Reitoria.

Neste semestre, terão continuidade as discussões organizadas para reforma da governança da USP. Sempre foi grande anseio dos estudantes participarem mais ativamente do movimento de democratização da Universidade. Todos os estudantes estão convidados a participar intensivamente dessa fase preparatória, para elaborar as propostas que serão encaminhadas para votação. Conto com a participação de todos, como tive pessoalmente a oportunidade de participar da reforma dos anos de 1968/1969. Sei que os representantes discentes participam, mas isso não é suficiente. Queremos a contribuição de cada um de vocês, pois os estudantes da nossa Universidade têm ideias e propostas e sua voz precisa ser ouvida. Sem intermediários!

Desejo, portanto, que usufruam intensamente de todas as oportunidades que a Universidade tem a oferecer e façam de sua permanência nela uma experiência valiosa, profunda, inesquecível, mas também alegre e de boas lembranças.

Tenham todos um grande semestre!

Cordialmente,

Marco Antonio Zago

Reitor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail