Pesquisadores e alunos discutem novas fontes de energia renovável

O curso School of Advanced Science on Renewable Energies acontece na Escola Politécnica, de 23 de julho a 3 de agosto

  • 78
  •  
  •  
  •  
  •  
Cerimônia de abertura do São Paulo School of Advanced Science on Renewable Energies, realizada no auditório da Engenharia Mecânica – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Entre os dias 23 de julho e 3 de agosto, a Escola Politécnica (Poli) sedia o São Paulo School of Advanced Science on Renewable Energies, evento que reúne estudantes e pesquisadores, brasileiros e estrangeiros, que atuam na área de fontes de energia renovável.

“Antes da virada do milênio, ficou evidente a necessidade de buscar fontes de energia renovável em quantidade, qualidade e disponibilidade para substituir as fontes tradicionais baseadas em petróleo, gás e carvão. O Brasil tem feito grandes esforços para desenvolver tecnologia e implementar novas fontes de energia. Esse curso é uma oportunidade para os estudantes conhecerem e interagirem com renomados pesquisadores que atuam nessa área”, explicou o presidente da Comissão Organizadora do evento, José Roberto Simões Moreira.

Segundo o reitor Vahan Agopyan, “é uma satisfação para a USP sediar um evento como esse. E é uma honra termos entre nós o professor José Goldemberg, um dos mais importantes pesquisadores brasileiros, que nas últimas décadas tem se dedicado ao estudo de fontes de energia renovável. É uma iniciativa muito importante, que contribui para a internacionalização das nossas pesquisas. Tenho a certeza de que, mais do que ensinar coisas a vocês, nós compartilharemos o conhecimento”.

Durante duas semanas, cerca de 160 alunos e pesquisadores de 33 países participarão de palestras, workshops e visitas monitoradas a laboratórios da Poli e do Instituto de Energia e Ambiente (IEE). O curso abordará sete tipos de energias renováveis: solar térmica, solar fotovoltaica, eólica, biomassa, ondas e marés, hidrocinética e hidrogênio. No último, os alunos apresentarão seus trabalhos em forma de pôsteres que ficarão expostos ao público no prédio da Engenharia Mecânica.

Alguns participantes tiveram apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para custear as despesas de transporte e estadia. Ao todo, os organizadores do evento receberam cerca de 1.200 inscrições, sendo que 85 estudantes foram selecionados para receber o auxílio.

A cerimônia de abertura do curso foi realizada no auditório do Prédio da Engenharia Mecânica da Poli e contou com a participação do presidente da Fapesp, José Goldemberg; do coordenador de Programas Especiais e Colaboração em Pesquisa, Hernan Chaimovich; e do diretor do IEE, Colombo Celso Gaeta Tassinari.

“Muitos dos nossos pesquisadores já trabalham de forma bastante intensiva sobre o tema de energia, fontes renováveis e impacto ambiental. Neste curso serão apresentas pesquisas que buscam o desenvolvimento de fontes sustentáveis de energia que, cedo ou tarde, substituirão as fontes de energia fóssil. E, para desenvolver essas tecnologias, precisamos de conhecimento, ciência e de engenheiros, daí a importância desta iniciativa”, afirmou o vice-diretor da Poli, Reinaldo Giudici.

  • 78
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados