Novos diretor e vice-diretor da Faculdade de Medicina tomam posse no dia 12/11

Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho e Roger Chammas, diretor e vice-diretor, respectivamente, estarão à frente da FM até 2022

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
Roger Chammas (à esquerda) e Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho tomam posse solene da diretoria da FM no próximo dia 12 de novembro – Foto: Comunicação/FM

No próximo dia 12 de novembro, a Faculdade de Medicina (FM) empossa seu novo diretor, Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho, e seu novo vice-diretor, Roger Chammas, para a gestão 2018-2022.

A cerimônia de posse será realizada às 10h, no teatro da faculdade (Av. dr. Arnaldo, 455, Cerqueira César, São Paulo).

Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho foi vice-diretor da FM de 2014 a 2018, é professor titular do Departamento de Ortopedia e Traumatologia desde 2003 e chefe do Serviço de Coluna Vertebral do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas (HCFMUSP).

Chefe da Disciplina de Afecções da Coluna Vertebral, atua principalmente com trauma raquimedular e lesões degenerativas da coluna vertebral. Desenvolve vários projetos de pesquisa dentro de sua área de atuação, com enfoque nos protocolos de células-tronco para lesados medulares.

Roger Chammas é docente da faculdade desde 2000, professor titular de Oncologia desde 2009 e coordena o Centro de Investigação Translacional em Oncologia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

Sua área de interesse é biologia do câncer (bioquímica e biologia celular do câncer), atuando na área de progressão tumoral, marcadores de progressão carboidrato-dependentes e caracterização de microambientes tumorais, como alvo para terapia combinada e diagnóstico molecular por imagem em cânceres.

Fachada do prédio principal da Faculdade de Medicina – Foto: Banco de Imagens / USP

Centro de pesquisa

A Faculdade de Medicina da USP foi fundada em 1912 por Arnaldo Vieira de Carvalho (1867-1920) com o nome de Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo e, em 1934, passou a integrar a USP. Oferece quatro cursos de graduação: Medicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional.

A faculdade possui 1.400 alunos na graduação, 1.800 na pós-graduação e 1.600 residentes. Conta com 26 programas de pós-graduação (mestrado e doutorado), 62 programas de especialidades de residência médica e 14 programas de residência multiprofissional e uniprofissional.

É um dos maiores centros de pesquisas médico-científicas do País, com 62 laboratórios de investigação médica, os LIMs, 230 grupos de pesquisa e significativa produção intelectual.

Possui o maior hospital da América Latina, o Hospital das Clínicas, com mais de 1 milhão de consultas ambulatoriais por ano, 232 mil atendimentos de urgências e emergências por ano e 50 mil cirurgias por ano.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados