Novo diretor do Cena ressalta a história e a excelência do instituto

A cerimônia de posse foi realizada no dia 14 de setembro, no auditório do Cena

  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
José Albertino Bendassolli (terno cinza) assina o Termo de Posse como novo diretor do Cena – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

“Assumir o cargo de diretor de uma instituição com mais de 50 anos de excelência no ensino, na pesquisa e na extensão é uma responsabilidade imensa”, afirmou José Albertino Bendassolli em seu discurso de posse como novo diretor do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena).

Bendassolli falou de sua trajetória pessoal e da história do Cena, e fez questão de lembrar que, “para atingirmos todos os objetivos, precisamos contar com o apoio de todo o nosso corpo docente, dos funcionários, alunos e colaboradores e, sem dúvida, da Administração Central. Nosso compromisso é corresponder às necessidades e à grandeza do Cena, da USP e daqueles que constituem o cotidiano de nossas vidas e constroem este País que tanto amamos”.

A cerimônia foi realizada no dia 14 de setembro e contou com a presença de dirigentes da Universidade, professores, pesquisadores, funcionários, alunos e representantes da Câmara de Vereadores e da Prefeitura de Piracicaba.

“Além das unidades de ensino e pesquisa, a USP tem os institutos especializados, como é o caso do Cena, que não é uma unidade pequena, pelo contrário, é um instituto importante, reconhecido pela excelência que orgulha a nossa Universidade”, explicou o reitor Vahan Agopyan em seu discurso.

Agopyan também reforçou que “os diretores não têm apenas a responsabilidade de gerir suas unidades, eles compartilham com o reitor e o vice-reitor a gestão da USP. Essa dupla de diretores assume plenamente essa postura e é esse entusiasmo que nos faz seguir adiante”.

Descerramento do quadro da diretora do Cena na gestão 2014-2018 e atual vice-diretora, Tsai Siu Mui – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Quem são

José Albertino Bendassolli é formado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e obteve o doutorado em Ciências (Energia Nuclear na Agricultura) pela USP. Tem experiência na área de Engenharia Química e Nuclear, com ênfase em métodos de separação de isótopos estáveis de elementos leves, síntese de compostos (orgânicos e inorgânicos) enriquecidos nos isótopos estáveis de interesse em várias áreas de pesquisa. Além das atividades de pesquisa, também desempenhou diversos cargos administrativos dentro do Cena: foi diretor técnico da Divisão de Desenvolvimento de Métodos e Técnicas Analíticas e Nucleares, presidente substituto da Comissão de Pesquisa e vice-diretor.

Na área ambiental, coordena trabalhos e projetos objetivando a gestão de resíduos químicos gerados em laboratórios de ensino e pesquisa, notadamente no desenvolvimento de métodos de reciclagem, recuperação e tratamento de resíduos químicos perigosos.

Graduada em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo, com mestrado em Ciências (Energia Nuclear na Agricultura) e doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) também pela USP, a vice-diretora Tsai Siu Mui possui especialização em Microbiologia pela Division of Plant Industry, CSIRO-Canberra (Austrália), e pós-doutorado em ecologia microbiana e em estudos genéticos da fixação biológica de nitrogênio em feijoeiro, pela Universidade de Califórnia – Davis.

Desenvolve pesquisa nas áreas de Agronomia, com ênfase em Microbiologia e Ecologia Microbiana Molecular, interação planta-microrganismos, simbioses, marcadores moleculares, sequenciamento de genomas, genes de defesa em plantas, biodiversidade microbiana com ênfase em análise das estruturas de comunidades microbianas, bioindicadores da qualidade do solo em função da conversão do uso da terra com foco nos ciclos biogeoquímicos. Eleita membro titular da Academia Brasileira de Ciências em maio de 2008, Tsai foi diretora do Cena entre 2014 e 2018.

  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados