Nova diretora destaca qualidade e excelência do Instituto Oceanográfico

Elisabete de Santis Braga da Graça Saraiva e Paulo Yukio Gomes Sumida são os novos dirigentes do IO

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
A posse dos novos dirigentes foi realizada no auditório do Instituto Oceanográfico – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

Uma apresentação musical de alunos da Escola de Comunicações e Artes (ECA) deu o tom ao início da cerimônia de posse da nova diretora e do novo vice-diretor do Instituto Oceanográfico (IO), Elisabete de Santis Braga da Graça Saraiva e Paulo Yukio Gomes Sumida.

A solenidade, que contou com a presença de dirigentes da Universidade, ex-diretores, alunos, professores e funcionários do IO, foi realizada no dia 30 de novembro, no Auditório Professor Dr. Plínio Soares de Almeida, localizado na sede do Instituto.

Em seu discurso, a nova diretora falou sobre sua trajetória acadêmica e profissional na Universidade, desde que ingressou no curso de Ciências Biológicas, no Instituto de Biociências (IB), em 1979. Elisabete contou que seu primeiro contrato de trabalho na USP foi para o cargo de técnico de laboratório, em 1984, tornando-se professora em 1989.

A dirigente também destacou a “parceria com o professor Paulo Sumida para conduzir o IO com orgulho, responsabilidade e dedicação. O Instituto é uma Unidade pequena em tamanho, mas grandioso pela qualidade de seus professores, funcionários e alunos”.

Em seguida à apresentação da diretora, houve o descerramento do quadro do professor Frederico Pereira Brandini, diretor do IO no período de 2013 a 2017, que passará a integrar a Galeria de Diretores da Unidade.

O reitor Marco Antonio Zago ressaltou que “os dirigentes são os legítimos representantes da comunidade universitária, pois foram eleitos por um processo democrático estabelecido em nosso Estatuto e em nosso Regimento. Por isso, este momento é uma oportunidade para a reconciliação de todos diante daqueles que a maioria escolheu. Na USP, não deve haver situação ou oposição, mas sim um alinhamento de ideias em benefício da Universidade”, afirmou.

Elisabete de Santis Braga da Graça Saraiva e Paulo Yukio Gomes Sumida foram empossados como nova diretora e novo vice-diretor do IO – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Quem são

A nova diretora, Elisabete de Santis Braga da Graça Saraiva, é professora titular do Departamento de Oceanografia Física, Química e Geológica do IO. Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas, mestrado em Oceanografia, todos pela USP, e doutorado-sanduíche em Oceanografia pela USP e pela Université de Bretagne Occidentale. Fez pós-doutorado no Institut de Recherche pour le Développement, na Université Pierre et Marie Curie e no Institut Universitaire Européen de la Mer.

É pesquisadora do IO desde 1985 e especialista em ciclos biogeoquímicos nos oceanos e bioquímica marinha. Foi diretora do Museu de Ciências da USP por três mandatos consecutivos, no período de 2004 a 2010. Tem experiência na área de Oceanografia Química, atuando, principalmente, nos seguintes temas: nutrientes, ciclo do carbono, oceanografia química, poluição e metais pesados. Possui cerca de 50 mil milhas náuticas navegadas em expedições científicas.

Paulo Yukio Gomes Sumida, o novo vice-diretor, obteve o doutorado na Universidade de Southampton e fez o pós-doutorado na Universidade do Havaí. Ingressou na USP como professor assistente em 2000. Já trabalhou com vários tópicos relacionados à ecologia dos organismos bentônicos das águas profundas em diferentes bacias oceânicas, como o Atlântico Norte e do Sul e o Golfo do México. Participou de mais de 40 cruzeiros oceanográficos. Atualmente, realiza pesquisa nas áreas de fauna de ambientes de redução, recifes de corais de águas profundas e nódulos e crostas polimetálicos.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados